|terça, 22 maio 2018

    Estilista mato-grossense lança vestidos exclusivos e veste socialite Val Marchiori

    COMPARTILHECOMPARTILHE

    Desde muito pequena a estilista Paola Cepil (25), se encanta pelo universo da moda, isso porque quando criança observava por horas a avó costureira, também rodeada de moldes e revistas com fotos de vestidos, saias rodadas e outras peças sofisticadas.

    Apesar de sempre ter vivido em Cuiabá, Paola nasceu em Rondonópolis, formou-se em design de moda pela Universidade de Cuiabá e fez diversos cursos de especializações em sua área para se dedicar, especialmente, a moda festa e noivas, o que inclui cursos com modelistas de grandes empresas do Brasil a outras instituições com variedade de grade curricular. “No um ano de qualificações fiz meu primeiro vestido de festa, que foi de uma debutante. Logo alavanquei na minha carreira, me dedicando a formatura e noivas. Como ainda não tinha local fixo, após alguns meses, abri meu pequeno ateliê em um espaço pequeno, porém atraente e conforme o meu público foi crescendo mudei para minha atual localização, no Jardim Santa Marta, onde contém uma estrutura com estacionamento próprio, conforto para as clientes e a região é excelente”, contou.

    Estilista Paola Cepil em atelie

    Estilista foi convidada para sentar-se ao lado de grandes personalidades da moda no SPFW e, em 2017, costurou para a socialite Val Marchiori.

    Como o pai de Paola é engenheiro, em sua casa sempre havia reformas, mudavam-se com frequência os móveis e decorações, mas foi aos 7 anos de idade que com um espaço na parede para uma nova pintura, ao invés de pintar, a menina fez seu primeiro croqui [esboço à mão de desenho normalmente traçado por arquitetos ou estilistas]. “Minha mãe se apaixonou e dizia repetidamente, ‘minha filha será uma estilista’, o que foi alimentando meu sonho ao me motivar a fazer cursos de desenhos em cada canto da cidade que soubéssemos. Além disso, eu tinha um pequeno guarda-roupa de Barbies, onde fazia todo o vestuário delas antes de brincar como pequenas coleções. Eu comprava roupas das Barbies e tirava os moldes e, apesar de ter tido dúvida sobre cursar arquitetura ou design de moda, meus pais me incentivaram a seguir meu sonho”, confessou.

    Estilista Paola Cepil desenha croqui

    Seu primeiro croqui [desenho estilístico] foi aos sete anos na parede de casa, a mãe ficou surpresa com o talento e passou a incentiva-la.

    No processo de criação, ela contou a equipe do LIVRE que tudo começa, obviamente, com a pesquisa, mas que é realista com o que mais atrai suas clientes, sempre considerando o clima tropical, além de tendências, ao manter seu estilo. Depois, é feito o croqui, a compra de materiais para serem confeccionados, e, antes da costura a definição da numeração do vestido. “Como trabalhamos com peças únicas, não temos vários iguais em diversas numerações. Todavia, deixamos sempre uma sobra na costura para poder vestir em pelo menos 1 a 2 numerações maiores ou menores. A modelagem valoriza o biotipo de qualquer mulher que vestir, priorizo em valorizar as curvas femininas e não sigo o padrão de base de moldes da faculdade. Desenvolvi com os cursos que fiz uma modelagem única, que é feita em minutos, de forma prática e rápida e que vista muito bem”, detalhou.

    Após esta fase, é feita uma ficha técnica para passar para as costureiras passo a passo de todos detalhes, aguarda-se serem condicionados e, logo, é entregue as bordadeiras e monta-se o manequim para o bordado. Após esta etapa, as peças são passadas pela definição do valor final de locação. Caso o vestido seja sob medida é enviado o orçamento com base em todos os processos. Nesses quatro anos atuando como estilista, a designer acredita ter assinado em torno de 300 vestidos. No ateliê, que nunca repete os modelos, é sempre tudo exclusivo os moldes são feitos sob medida.

    “Fazemos vestidos para deixar para locação e, então, na nossa loja contamos com araras de vestidos prontos para serem alugados, além da nossa fábrica que tem novidades todas as semanas seja para noivas, madrinhas, daminhas, formandas ou convidadas”, explicou.

    Estilista Paola Cepi

    Na foto, a mãe de Paola Cepil, Margareth Cepil, que sempre a incentivou e hoje trabalha com a filha, a socialite Val Marciori e Paola enquanto realizavam o editorial para revista segmentada para noivas.

    Segundo Paola, suas inspirações são as próprias clientes, mulheres fortes, determinadas e que querem se sentir lindas na ocasião, mas dos estilistas, é apaixonada pelo trabalho de Gabriele Chanel, McQueen e Eliee Saab. Em 2016 recebeu seu primeiro convite [para fileira reservada a grandes profissionais da moda nacional] do São Paulo Fashion Week (SPFW). No evento, conheceu empresária e consultora de moda Constanza Pascolato, outros estilistas renomados, e prestigiou o último desfile da modelo Gisele Bundchen.

    No ano de 2017 assinou um vestido para a socialite Val Marchiori e só em janeiro seu ateliê assinou 35 contratos para que Paola assinasse vestidos. A meta é dobrar isso nos meses seguintes. “Apesar de darmos valor a procura, presamos primeiramente pela qualidade”, garantiu.

    O espaço conta, além de Paola Cepil e sua mãe no atendimento, com três costureiras na fábrica, algumas freelancers para quando a demanda está acima da média e duas bordadeiras. Encomendas frequentes são de Cuiabá, interior de Mato Grosso, São Paulo e Goiânia.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Policiais se revoltam ao prender “Pateta” andando de BMW

    Jovem é presa ao tentar entrar em presídio com 34 trouxas de maconha nas...

    Idoso é preso e uma das acusações é o roubo de sua própria motocicleta

    Presas com drogas, jovens posam sorrindo para foto em delegacia

    Mistério em festival de rock em Cuiabá: o que 30 mil pessoas vão ouvir...

    X