Estação de Tratamento de Água com capacidade para 18 milhões de litros é lançada no Coxipó

Sistema Sul beneficiará a 203,6 mil pessoas em 83 bairros da Capital mato-grossense

Imagem ilustrativa

Cuiabá contará, a partir de agosto de 2019, com uma nova Estação de Tratamento de Água. Localizada em um terreno de 20 mil metros quadrados, no Parque Geórgia, a obra de construção foi oficialmente lançada nesta terça-feira (11) pela Prefeitura de Cuiabá e a concessionária Águas Cuiabá. A entrada em funcionamento da ETA possibilitará o fim da intermitência no fornecimento de água, fazendo com que dezenas de bairros da região passem a ser abastecidos durante 24 horas.

A nova estrutura faz parte do Sistema Sul de Abastecimento de Água, que representa um ganho de qualidade operacional no saneamento básico do município. Todo o conjunto é composto por uma unidade de captação instalada no Rio Cuiabá, quatro reservatórios com capacidade total de armazenar 18 milhões de litros, 36 quilômetros de adutoras e uma ETA apta a tratar 750 litros de água por segundo.

“Água na torneira, com pressão, 24 horas por dia. É isso que nós queremos e que todas as famílias cuiabanas vão ter. Saneamento básico traz saúde, qualidade de vida e é prioridade da nossa gestão. Estamos virando a página na história do saneamento básico da Capital e firmo o compromisso de fiscalizar o andamento destes trabalhos e o cumprimento da meta de acabar com a intermitência em Cuiabá”, declarou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Integrante do Plano de Investimentos Águas Cuiabá 300 Anos, o Sistema Sul beneficiará a 203,6 mil pessoas em 83 bairros da Capital mato-grossense – resultado do investimento de R$ 65,3 milhões. Depois de finalizadas as obras de construção, entram em cena as equipes responsáveis pelo trabalho de setorização do abastecimento, fundamental à eficaz gestão do Sistema.

“A criação do Sistema Sul, proposta pela Águas Cuiabá, une inteligência em engenharia e em gestão de saneamento. Ela vai possibilitar a substituição dos sistemas Parque Cuiabá e Coophema por uma nova estrutura, mais moderna, de melhor qualidade e ambientalmente mais sustentável, dada a elevada eficiência no processo de tratamento do lodo”, explicou o diretor-geral da Águas Cuiabá, Luiz Fabbriani.

Neste momento, as tubulações responsáveis por levar a água tratada às unidades consumidoras, conhecidas como adutoras, estão em adiantada fase de implantação, com 80% desta etapa do trabalho concluída. No que se refere à fabricação dos reservatórios e módulos de tratamento de água, 73% dos serviços estão prontos. “Essas unidades são produzidas em indústrias especializadas e, no momento adequado, são instaladas na Estação de Tratamento de Água”, complementou Fabbriani.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEspetáculo “Alice” abre as portas do Teatro Zulmira Canavarros nesta 5ª
Próximo artigoTRE reprova contas de Geller por exceder gastos de campanha em mais de R$ 800 mil

O LIVRE ADS