“Está há 11 meses em casa, sem trabalhar”, diz Bolsonaro sobre presidente da Petrobras

Presidente não gostou do fato de o economista Roberto Castello Branco estar trabalhando remotamente, devido à pandemia

(Foto: Agência Brasil)

Na tarde desta segunda-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro voltou a critica o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. Bolsonaro disse ter descoberto que o economista não estava indo ao serviço.

Segundo o presidente, o governo já havia tomado conhecimento que Castello Branco estaria há, pelo o menos, 11 meses trabalhando de forma remota, devido à pandemia.

O presidente ainda criticou a gestão dele à frente da estatal e afirmou que, mesmo em um momento de pandemia, é inadmissível que o presidente da Petrobras esteja fora da empresa por tanto tempo.

“O atual presidente da Petrobras está há 11 meses em casa, sem trabalhar. Trabalha de forma remota. O chefe tem que estar na frente, bem como seus diretores. Isso para mim é inadmissível”, disse o presidente à apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

Durante a fala, Bolsonaro ainda criticou a queda das ações da Petrobrás na bolsa de valores, sugerindo que alguns setores da economia brasileira querem que a Petrobras esteja a serviço de grupos específicos.

“É sinal que alguns do mercado financeiro estão muito felizes com a política que só tem um viés na Petrobras: atender aos interesses próprios de alguns grupos no Brasil”, disse o presidente.

O mandato de Castello Branco encerra em 20 de março e Bolsonaro já indicou o general Joaquim Silva e Luna para assumir a companhia em seu lugar.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“É medida populista”
Próximo artigoGoverno de MT lança processo seletivo com 278 vagas em hospitais