Esposa mata marido e alega que estava sendo agredida e que ele ia matá-la

Ela afirmou que era vítima de violência doméstica e que o marido foi pegar uma faca para matá-la e, por isso, ela o matou primeiro

(Foto: Facebook)

Uma mulher suspeita de matar o marido no município de Campo Novo dos Parecis (400 km a noroeste de Cuiabá) foi presa em flagrante pela Polícia Civil na manhã dessa segunda-feira (6) após confessar o crime. Interrogada, a suspeita de 34 anos disse que era constantemente agredida pelo marido e que o matou enquanto estava novamente sofrendo agressões.

As investigações iniciaram no início da manhã quando a Polícia foi acionada com informações sobre um homicídio ocorrido em uma residência no bairro Jardim das Palmeiras. No local, os policiais constataram a veracidade dos fatos, encontrando a vítima, Antonio Bertolino de Souza, de 27 anos, já sem vida, com três ferimentos de disparos de arma de fogo.

A esposa da vítima estava no local e durante a conversa com os policiais, a princípio, tentou negar o envolvimento no crime, porém, depois confessou a autoria dos fatos, alegando que era constantemente agredida pelo marido. Segundo a suspeita, o marido chegou em casa por volta de 2 horas, embriagado e começou a agredi-la fisicamente com socos, chutes e puxões de cabelo.

Durante as agressões, o marido teria ido até a cozinha para pegar uma faca para matar a esposa, então ela pegou uma arma de fogo, que estava escondida debaixo do colchão, e atirou três vezes contra o marido.

A suspeita entregou a arma utilizada no crime e foi conduzida a Delegacia de Campo Novo do Parecis, onde, após ser interrogada pelo delegado Honório Gonçalves dos Anjos Neto, foi autuada em flagrante pelo homicídio.

“As investigações continuam para apurar se de fato a suspeita era vítima de agressões praticadas pelo marido, uma vez que não há registros anteriores de ameaça ou lesão corporal envolvendo o casal. Ficando comprovado que ele realmente a agredia será feito o relatório pelo homicídio privilegiado pela legítima defesa”, explicou o delegado.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAgências bancárias não abrem no feriado de 7 de Setembro
Próximo artigoRegistros de crimes sexuais aumentam em Mato Grosso e Cuiabá