Esposa esfaqueia o marido durante briga e ele morre no hospital

Suspeita, grávida de três meses, alegou legítima defesa, mas família da vítima disse que mulher era agressiva e possessiva

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma mulher de 33 anos, identificada como Daiane Santos Meira, foi presa nesse sábado (1º) após esfaquear o marido, Fabiano Cardoso Almeida, 31 anos, e ele acabar morrendo no hospital. O caso aconteceu no Bairro No Horizonte II, em Guarantã do Norte (710 km de Cuiabá).

A própria suspeita acionou a polícia e uma equipe militar foi até o local. Aos policiais ela disse que está grávida de três meses e que morava com o marido há seis meses.

Ela relatou, porém, que quando ele ingeria bebida alcoólica ficava com ânimos alterados e a ameaçava, dizendo que iria “fazer função contra ela”.

Nesse sábado, segundo relato de Daiane, ele teria chegado em casa com os ânimos exaltados e sintomas de embriaguez e, por isso, ela teria pedido que ele fosse embora, pois iria ligar para a polícia.

Quando ela pegou o celular, porém, ele teria ido para cima dela para impedi-la de fazer a ligação. Nesse momento, ela, que estava comendo, utilizou a faca que estava em sua mão para dar um golpe em Fabiano, que atingiu o peito dele.

Imediatamente, ela saiu pedindo ajuda na vizinhança para socorrer o marido e uma equipe do Corpo de Bombeiros chegou rapidamente. A vítima foi encaminhada até o Pronto Atendimento, onde ficou sob cuidados médicos e, a princípio, estável.

Daiane foi presa e levada para a delegacia.

Na madrugada deste domingo (2), porém, a família de Fabiano procurou a Polícia Civil e informou que ele não havia resistido ao ferimento e havia morrido.

A família afirmou que Fabiano havia dito que ele e a esposa não estavam mais dando certo, pois ela era muito agressiva, ciumenta e possessiva.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEntra em vigor o novo salário mínimo de R$ 1.212
Próximo artigoMotorista não pagará DPVAT pelo segundo ano seguido