Escolas de MT terão R$ 10,49 por aluno para se adaptarem às medidas sanitárias

Recurso começou a ser transferido em novembro pela Seduc e está escalonado de acordo com o número de alunos matriculados para 2021

Imagem Ilustrativa (Foto: Seduc-MT)

Escolas estaduais de Mato Grosso vão receber, em média, R$ 10,49 por aluno para implantar as medidas de segurança sanitária necessárias ao retorno das aulas presenciais, marcadas para fevereiro de 2021.

O pagamento começou a ser feito em novembro pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e está escalonado pela quantidade de alunos matriculados em cada unidade. 

O recurso provém de um fundo específico criado pelo Ministério da Educação (MEC) para financiar a compra de máscara, álcool em gel e manter um máximo de 15 alunos por sala de aula, todas as medidas consideradas como eficientes para evitar a difusão do novo coronavírus. 

Na Instrução Normativa nº 11, publicada no Diário Oficial do Estado, a Seduc divide a distribuição desse recurso em seis grupos. O primeiro é composto por escolas com um máximo de 100 alunos, que poderão receber até R$ 2.612. O sexto grupo tem escolas com mais de 800 alunos e com reserva de recuso máximo em R$ 6.387. 

Esses dois grupos representam os maiores e os menores valores que serão distribuídos. As escolas com até 100 matriculados têm, em tese, R$ 26,12 por aluno para implantar as medidas de segurança. Já as escolas com 801 alunos, por exemplo, teriam R$ 7,97 por matrícula.

A média de R$ 10,49 é calculada com base na quantidade global de 380 mil matriculados na rede estadual, distribuídos por 759 escolas administradas pela Seduc.

Conforme o governo de Mato Grosso, as escolas de porte pequeno têm entre cinco e 16 turmas, com 30 alunos por classe (estimativa anterior à pandemia); as escolas com porte médio têm entre 17 e 35 turmas, e as escolas de porte grande, acima de 35. 

Medidas sanitárias 

Ainda de acordo com a Seduc, as turmas na rede estadual terão um máximo de 16 alunos por sala. Eles deverão estar distante 1,5 metro um do outro.

Cada escola deverá ter disponível: álcool em gel, duas máscaras faciais por aluno, dois termômetros e outros recursos para a demarcação dos espaços de distanciamento. 

Os professores e outros funcionários também deverão estar equipados com máscara e viseira, luvas, toca, avental e outros equipamentos de proteção individual (EPI).

A paramentação varia de acordo com a função dos servidores (limpeza, cozinha, etc.). 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMilão a mais em dezembro
Próximo artigoConfira a mensagem completa que causou a demissão do ministro do Turismo