Escolas de Cuiabá devem retomar aulas presenciais no dia 1º de fevereiro

Sindicato propôs revezamento entre as aulas presenciais e virtuais na semana ou no dia-a-dia. Proposta vai ser analisada pela prefeitura

(Foto: Agência Brasil)

As escolas particulares querem retomar as aulas presenciais, em Cuiabá, no dia 1º de fevereiro. Em reunião com a prefeitura nesta quinta-feira (14), o Sinepe – sindicato que representa a categoria – apresentou a proposta ao Comitê de Enfretamento ao Coronavírus.

A decisão agora cabe ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

“Nossa proposta é limitar a capacidade das salas de aula em 50% e fazer o revezamento entre o virtual e o presencial semanalmente ou dia-a-dia, em todos os níveis da educação privada”, explicou Gelson Megatti, presidente do Sinepe.

Em setembro do ano passado, a prefeitura autorizou apenas o funcionamento da educação infantil nas escolas particulares. O setor, porém, alega perdas consideráveis e faz pressão.

LEIA TAMBÉM

Quem bate o martelo sobre a decisão é o prefeito. Pinheiro esteve ausente em função de uma reunião com o Ministério da Saúde para tratar sobre o programa de imunização contra a covid-19.

“A preocupação dele [o prefeito] é fazer a coisa certa. Recebemos a proposta, vamos analisar e responder até que o governo decida sobre a questão da vacinação”, explicou o secretário de governo, Luís Cláudio.

Rede pública

A rede municipal já tem uma data marcada para a volta às aulas: dia 8 de fevereiro. As aulas serão no sistema híbrido, revezando entre aulas presenciais e virtuais. Já no dia 1º os servidores – professores, coordenadores, diretores – se reúnem para decidir o ano letivo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem que participou de manifestação no Capitólio é encontrado morto com tiro no peito
Próximo artigoEmanuel anuncia vacina em Cuiabá a partir do dia 20