Escola bilíngue une tecnologia e aprendizagem criativa em Cuiabá

Rede possui salas equipadas pela Google, aulas de robótica e programação, além de laboratórios com impressoras 3D para construção de protótipos criados pelos alunos

Arquivo pessoal

Com quase 15 anos de história em Cuiabá, o Grupo de Ensino Toque de Mãe tem ampliado seu atendimento escolar, atuando hoje nos ensinos infantil, fundamental 1 e fundamental 2, distribuídos nas escolas Toque de Mãe e Pueri Domus . Após a experiência em ofertar ensino infantil diferenciado, surgiu a demanda pelos ciclos finais. Assim, a Pueri Domus manteve a continuidade da qualidade ofertada na educação infantil, com ainda mais recursos e visão apurada de aprendizagem colaborativa.

Arquivo pessoal

Se há problemas com aprendizado das crianças por conta de jogos, computador ou celular, a Pueri Domus usa a tecnologia a favor do aluno. A escola conta com salas equipadas em parceria com a Google e possibilita o intercâmbio com escolas de diferentes países através de videoconferências.

Vale ressaltar, no entanto, que todo aparato tecnológico não exime o aluno de colocar a “mão na massa”. Pelo contrário, revela a essência do saber tecnológico.

“O viés da Pueri Domus, que, em latim, significa ‘casa de criança’, parte do movimento maker de construção e ludicidade, e isso é atemporal. Com o passar dos anos, agregamos mais ferramentas que não nos deixaram perder esse olhar”, disse a coordenadora pedagógica de Cuiabá, Daniele Stefanini.

Escola bilíngue e ensino único

Visando a promover maior interação dos estudantes, a escola possui uma organização nas salas de aula em diferentes modelagens. As mesas e cadeiras são dispostas em círculos, formato U, duplas ou grupos, e as turmas não passam de 20 alunos, o que possibilita trabalhar de forma cooperativa.

“A opção por um ensino intimista, combinada com o que é proposto pelo ensino globalizado, aumenta o nível de produtividade da criança e sentimento de pertencimento”, observou Daniele Stefanini.

Das 35 aulas semanais, 10 aulas contemplam uma segunda língua. “Não só ensinamos, mas trabalhamos com sistema de imersão em todas as séries e espaços da escola”, contou a coordenadora.

Além das disciplinas regulares, distribuídas em seis aulas diárias e um dia de período estendido, a escola também oferece atividades extracurriculares como balé, pilates, judô, futebol, natação, basebol, robótica, criação de games, clube de leitura e até acompanhamento de tarefas.

Foto: Arquivo pessoal

Segundo a coordenadora, 80% dos alunos optam pelas atividades. Um dos destaque é o projeto de leitura, que proporciona aos alunos a incrível experiência de lançarem o seu próprio livro com ilustrações e histórias, desenhados e escritos por eles à mão e diagramados na plataforma digital – inclusive a biografia do pequeno, escrita pelos pais. As obras são impressas para lançamento com direito a noite de autógrafos.

Sustentabilidade e Educação Ambiental

Como única escola certificada e chancelada pela UNESCO em Cuiabá, a Pueri tem como compromisso o desenvolvimento de um cidadão consciente de conservação do seu meio ambiente.

Dentre os projetos desenvolvidos de maneira permanente na escola, os quais biólogas do time cuidam diretamente e promovem junto aos estudantes a exploração dos conteúdos, a instituição tem minhocário, composteira, homebiogás (biodigestor que usa sobras orgânicas para produção de gás de cozinha e biofertilizante), além de conscientização sobre coleta seletiva, economia de recursos naturais e cuidados com fauna e flora.

“Um estudante do nosso grupo escolar tem em seu DNA o amor pela natureza, assim como a consciência de atitudes que podem contribuir para o futuro do planeta”, afirma Márcia Pedr’Angelo, diretora pedagógica.

Foto: Arquivo pessoal

Aplicativos educacionais: aprender jogando

Outra importante ferramenta disponibilizada aos estudantes são os aplicativos e jogos voltados para a educação, que ensinam matemática, reforço da gramática, dentre outros conteúdos, através da gamificação (jogos digitais, com metas e rotas pedagógicas).

Segundo a coordenadora pedagógica Daniele, os espaços tecnológicos e plataformas digitais da Pueri Domus não são apenas acessórios, mas ferramentas essenciais para o cotidiano escolar.

Com a plataforma, jogar, se divertir e aprender estão dentro da mesma equação pedagógica. Nela, o aluno recebe “missões” – tarefas online voltadas para o trabalho da lógica – em sala de aula e em casa. Tudo monitorado, registrado e relatado aos pais.

“A professora vai dar a base teórica do conteúdo e usar recursos concretos para a fixação em ambiente escolar. Porém, quando ela manda uma gameficação, a educadora pode personificar as atividades para a criança, que terá jogos direcionados ao assunto que está aprendendo”, ressaltou a pedagoga.

Foto: Arquivo pessoal

Metodologia ativa de aprendizagem

Exclusivamente através da agenda virtual, os pais dos alunos têm acesso aos conteúdos de aula e serviços da escola, acompanham o cardápio, registram recados em agenda e até recebem fotos dos filhos em atividade. Mas a coordenadora garante: “Não há dificuldade de adaptação dos pais a essa tecnologia, porque trabalhamos com afeto e acolhimento”.

As salas Google e o livro digital possibilitam, ainda, a imersão dos alunos em pesquisas.

“Por exemplo, fizemos uma aula de campo sobre o aniversário de Cuiabá, mas em todos os espaços que visitamos presencialmente, eles já conheciam através do Google Maps, porque fizeram todo o percurso de forma digital através do uso de óculos de realidade virtual. Eles aprenderam que podem se localizar no espaço e saber que podem conhecer lugares do outro lado do planeta através de uma ferramenta”, contou Daniele.

Foto: Arquivo pessoal

Segundo ela, a metodologia não só amplia as fontes de conhecimento e empodera o aluno, como subverte padrões de ensino hierárquicos, propondo uma metodologia ativa.

“A nossa tecnologia não substitui o professor, jamais. Mas, diferente do que foi passado para nós, o professor não detém o conhecimento, ele é meio para que o conhecimento aconteça. Quando você instiga a criança a questionar, pesquisar e buscar ferramentas, você tira ela da zona de conforto e o conhecimento se amplia. Em nosso caso, em duas vertentes: português e inglês”, finalizou a coordenadora.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCandidato e propina
Próximo artigoEleições 2020: você sabe o que é permitido e o que é proibido no dia da votação?