Escola bilíngue certificada pela Unesco, Pueri Domus une tecnologia e ludicidade em Cuiabá

Rede possui salas equipadas pela Google e, como novidade para 2019, aulas de robótica serão inclusas na grade curricular

Cinco décadas de tradição no ensino fundamental em território nacional, para a rede Pueri Domus não significa ficar no passado. Com 99% de índice de rematrícula em dois anos de atuação em Cuiabá, a escola bilíngue certificada pela Unesco demostra que construir conhecimento de forma democrática e envolvente, é se adaptar às novas gerações.

Problemas com aprendizado das crianças por conta de jogos, computador ou celular? A Pueri Domus usa a tecnologia a favor do aluno. A escola conta com salas equipadas em parceria com a Google e possibilita o intercâmbio com escolas de diferentes países através de videoconferências.

Vale ressaltar, no entanto, que todo aparato tecnológico não exime o aluno de colocar a “mão na massa”. Pelo contrário, revela a essência do saber tecnológico. “O viés da Pueri que, em latim, significa ‘casa de criança’, parte do movimento maker de construção e ludicidade, e isso é atemporal. Com o passar dos anos, agregamos mais ferramentas que não nos deixam perder esse olhar”, explica a coordenadora pedagógica de Cuiabá, Daniele Stefanini.

Escola bilíngue e ensino intimista

É justamente para promover essa interação que a escola coloca as disposições das cadeiras nas salas de aula em diferentes modelagens. As mesas e cadeiras são dispostas em círculos, formato U, duplas ou grupos, e as turmas não passam de 20 alunos, o que possibilita trabalhar de forma cooperativa.  “A opção por um ensino intimista combinada com o que é proposto pelo ensino globalizado, aumenta o nível de produtividade da criança e sentimento de pertencimento”, observa Daniele Stefanini.

Das 35 aulas semanais, 10 aulas contemplam uma segunda língua. “Não só ensinamos, mas trabalhamos com sistema de imersão em todas as séries e espaços da escola”, explica a coordenadora. Além das disciplinas regulares, distribuídas em seis aulas diárias e um dia de período estendido, a escola também oferece atividades extracurriculares como balé, pilates, judô, futebol, natação, teatro, clube de leitura e até acompanhamento de tarefas.

Segundo a coordenadora, 80% dos alunos optam pelas atividades. Uma das novidades de destaque em 2018 foi o projeto de leitura que proporcionou aos alunos a incrível experiência de lançarem o seu próprio livro com ilustrações e histórias, desenhados e escritos por eles à mão e diagramados na plataforma digital – inclusive a biografia do pequeno, escrita pelos pais. As obras foram impressas para lançamento com direito a noite de autógrafos.

Educacross: aprender jogando

Outra importante ferramenta disponibilizada aos estudantes é o Educacross, que ensina matemática através da gamificação (jogos digitais, com metas e rotas pedagógicas).

Segundo Daniele, os espaços tecnológicos e plataformas digitais da Pueri Domus não são apenas acessórios, mas ferramentas essenciais para o cotidiano escolar. Com a plataforma Educacross, jogar, se divertir e aprender está dentro da mesma equação pedagógica. Nele, o aluno recebe “missões” – tarefas online voltadas para o trabalho da lógica – em sala de aula e em casa.

Tudo monitorado, registrado e relatado aos pais. “A professora vai dar a base teórica do conteúdo e usar recursos concretos para a fixação em ambiente escolar. Porém, quando ela manda uma gameficação, a educadora pode personificar as atividades para a criança, que terá jogos direcionados ao assunto que está aprendendo, ressalta a pedagoga.

Salas Google e metodologia ativa

Através de aplicativos digitais, os pais dos alunos também têm acesso aos conteúdos de aula e serviços da escola, acompanham o cardápio, registram recados em agenda e até recebem fotos dos filhos em atividade. Mas a coordenadora garante: “Não há dificuldade de adaptação, porque nós trabalhamos com afeto e acolhimento”.

As salas Google e o livro digital possibilitam, ainda, a imersão dos alunos em pesquisas. “Por exemplo, fizemos uma aula de campo sobre o aniversário de Cuiabá, mas em todos os espaços que visitamos presencialmente, eles já conheciam através do Google Maps, porque fizeram todo o percurso de forma digital. Eles aprenderam que podem se localizar no espaço e saber que podem conhecer lugares do outro lado do planeta através de uma ferramenta”, explica Daniele.

Segundo ela, a metodologia não só amplia as fontes de conhecimento e empodera o aluno, como subverte padrões de ensino hierárquicos, propondo uma metodologia ativa. “A nossa tecnologia não substitui o professor, jamais. Mas diferente do que foi passado para nós, o professor não detém o conhecimento, ele é meio para que o conhecimento aconteça. Quando você instiga a criança a questionar, pesquisar e buscar ferramentas, você tira ela da zona de conforto e o conhecimento se amplia. Em nosso caso, em duas vertentes: português e inglês”, explica.

Parceria com a Unesco

Entre outros atrativos estruturais e pedagógicos, a Pueri Domus possui certificação internacional como uma escola associada a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Sem barreiras geográficas, a rede se pauta em causas humanitárias alinhadas à Unesco. Movimentos que acontecem dentro da escola através de ações ou projetos.

“Nossas ações e buscas são sempre visando e promovendo uma educação de ponta com qualidade, conectividade e muito afeto”, finaliza a coordenadora da Escola Pueri Domus Cuiabá, Daniele Stefanini.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstá de férias? Veja dicas para evitar assaltos em sua casa enquanto você viaja
Próximo artigoPassaporte pronto em 30 dias garante viagens internacionais de última hora nas férias de janeiro