Equipe “Os Feras” é a vencedora do concurso de pesca da 37° FIPe

Foram mais de 111 equipes competindo. Segundo os organizadores, trata-se de um recorde nacional na modalidade

(Foto: Esdras Crepaldi/FIPe)

Com objetivo de  manter viva a tradição ribeirinha da pesca artesanal, o Festival Internacional de Pesca Esportiva de Cáceres (FIPe), promoveu, em sua 37° edição, um concurso de pesca de canoa.

Embarcações  de troncos de árvores, ou confeccionadas de tábuas, deram um charme especial ao evento ao resgatar essa tradição centenária do povo que vive nas margens de rios – os chamados “ribeirinhos”.

Este ano, 111 equipes, compostas por dois pescadores, participaram da prova. Segundo os organizadores, trata-se de um recorde nacional na categoria.

Nesta competição, os motores foram substituídos pela força dos braços que impulsionaram os remos para a raia de pesca. Nessa competição só é permitida a pescaria artesanal de linhada de mão. Técnicas mais avançadas não podem ser levadas a cabo.

Depois de três horas de pesca, fisgadas e uma disputa acirrada entre as equipes, a equipe cacerense “Os Feras”,  venceu a competição com apenas 50 pontos de diferença para a segunda colocada, “Anzol de Ouro”, de Porto Estrela.

Os Campeões foram Juliano da Silva Fernandes e Michel Yoshikazu Sato, “Os Feras” do FIPe, com 6.900 pontos.

Segundo o prefeito Francis Maris, além de ser uma prova bonita de ser vista por suas características peculiares, a Pesca de Canoa, resgata a beleza da pesca artesanal. Segundo os organizadores da competição, trata-se de uma oportunidade para os ribeirinhos demonstrarem aos turistas suas habilidades nessas embarcações.

Os vencedores desta edição levaram para casa um barco de seis metros e um motor de popa 25 HP.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPapa aceita renúncia de bispos chilenos suspeitos de pedofilia
Próximo artigoPremiado Bolshoi, espetáculo “Cão sem Plumas” chega a Cuiabá