Equipe da Polícia Militar salva bebê que engasgou com leite materno

Angustiado, o pai ligou para o 190 e começou a receber os primeiros socorros por telefone

Acionada via 190, equipe da Polícia Militar ajudou um casal angustiado que não sabia como agir ao constatar que o filho de oito dias havia se engasgado com leite materno.

Por telefone o soldado PM Leonardo – tem formação em enfermagem – orientava os pais com os primeiros socorros e enquanto isso, o cabo Ronilson Alves e o soldado Rezende seguiam para residência da família, que mora em Pontes e Lacerda (a 483 km de Cuiabá).

A criança estava mamando quando se engasgou e parou de respirar. O atendimento começou pelo telefone. O soldado PM Leonardo orientava o pai da criança a realizar massagens nas costas do recém-nascido. E foi então que os dois policiais chegaram.

“Neste momento, peguei o bebê do pai e dei continuidade as massagens. De repente observei que ele havia começado a responder aos procedimentos, mexendo as mãozinhas e voltando à consciência. O sentimento de ver o bebê reagindo aos procedimentos foi de muita satisfação e felicidade, graças a Deus,  tudo deu certo ”, diz emocionado o cabo Ronison.

Ele relembra que quando chegaram na casa, a mãe da criança estava chorando na porta de casa e que o pai estava sentado no sofá, com o recém-nascido no colo e o celular no viva voz seguindo as orientações de primeiros socorros.

De acordo com a assessoria, logo em seguida uma equipe da Força Tática chegou à residência da família e os policiais militares entregaram a criança aos cuidados do Corpo de Bombeiros, que também chegou ao local. A criança foi encaminhada ao hospital Vale do Guaporé para observação médica e passa bem.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTJ vai escolher novo desembargador nesta quinta; 18 juízes querem a vaga
Próximo artigoBolsonaro revoga decreto de armas e publica novas regras

O LIVRE ADS