Entregador que teve a moto tragada por buraco em Cuiabá ganha nova moto

Trabalhador recebeu a ajuda de amigos e de empresa

(Foto: Instagram)

A história do entregador Edson Muniz de Almeida, 32 anos, que caiu em um buraco de obra da Águas Cuiabá – companhia de saneamento da Capital – no dia 15 de novembro e foi levado, junto com sua motocicleta, pela força da água que corria na rua, devido à chuva, e não encontrou mais o veículo, ganhou um novo capítulo: na última terça-feira (23) ele ganhou uma nova motocicleta.

Desde o acidente, a empresa que ele trabalhava no momento da queda, Recheados Delivery, estava realizando uma campanha para tentar comprar uma nova motocicleta para ele, visto que o veículo era o sustento da família.

Várias pessoas se solidarizaram com a situação e doaram na vaquinha virtual criada para ajudar Edson. Ao todo foram arrecadados R$ 1.808,50. O restante do dinheiro para comprar a nova motocicleta foi dado pela empresa Viasan Engenharia, terceirizada da Águas Cuiabá que havia realizado a obra no local do buraco em que o entregador se acidentou.

Ainda na terça-feira, assim que recebeu a nova motocicleta, Edson já voltou a trabalhar.

“Foi um alívio. A gente tem um bem e depende dele para ganhar o sustento. Ai de repente você perde ele, você fica sem chão. Ai quando você recupera, na sua cabeça você já quer voltar a trabalhar para tentar amenizar a situação. Porque se a gente ficar só lamentando, a gente fica deprimido. Mas graças a Deus tudo está correndo bem e agora é só ir à luta”, disse o entregador.

O acidente

Era pouco depois das 2 horas da madrugada do dia 15 de novembro quando o acidente aconteceu. Edson conta que estava acostumado com o percurso, então, saiu do restaurante onde trabalha para fazer as entregas normalmente, mesmo em meio à chuva.

Segundo o entregador, na Rua Clarindo Epifânio da Silva normalmente não aconteciam enxurradas; naquela madrugada, porém, havia um grande movimento de água. Ainda assim, ele resolveu passar.

Chovia muito e a viseira do capacete estava embaçada. Além disso, a água cobria um buraco no meio da estrada, parte de uma obra na rede de esgoto realizada pela Águas Cuiabá.

“Quando fui passar na água, passei no buraco, desequilibrei e cai. No que eu caí, a água começou a arrastar a mim e à moto”, contou o entregador ao LIVRE.

Edson tentou se segurar, assim como à motocicleta, visto que ela era a forma de garantir o sustento de sua família. Nesse momento, um senhor que viu a cena se aproximou para ajudar, mas teve medo de também ser levado pela enxurrada. O homem chegou a segurar a mão de Edson e a soltar, por medo.

“No que ele tirou a mão, a água acabou de levar a mim e a moto juntos. Só que eu consegui sair e soltei a moto. Pensei: ‘Vou soltar a moto porque minha vida é mais importante’. Então, a moto foi”, lembrou.

Naquele mesmo dia, segundo Edson, vários outros veículos bateram no buraco, inclusive, outro motociclista caiu dentro da cratera e precisou ser socorrido pelo entregador e outras testemunhas, mas isso ocorreu quando a chuva já havia parado e, por isso, não foi também levado pela água.

Apesar do susto e da perda material, Edson não se machucou. A motocicleta, porém, não foi localizada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNotas frias de produtores rurais desviaram R$ 45 milhões de ICMS
Próximo artigoConfira o que chega ao catálogo da Netflix em dezembro