Entidades reúnem para auxiliar na revisão da planta genérica de valores de Cuiabá

A diretoria do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso (CRECI/MT) reuniu na quarta-feira (27/10), com representantes do  SECOVI, CDL e SINDUSCON, para formar grupo de trabalho setorial do mercado imobiliário, que irá auxiliar a prefeitura na revisão da planta dos valores genéricos e atualização do valor do metro quadrado (m²) dos terrenos do município de Cuiabá.

Segundo o presidente do CRECI, Benedito Odário, é importante a união das entidades para elaboração do trabalho em conjunto, pois a planta genérica de valores impacta o mercado imobiliário. “Os corretores de imóveis são as pessoas capacitadas, que conhecem a realidade do mercado. Vamos organizar esses profissionais, especializados em cada região de Cuiabá, para fazer um estudo adequado e coeso”, disse o presidente.

No dia 22/10, a Secretaria Municipal de Fazenda apresentou  estudos preliminares da planta genérica de valores e a definição do cronograma, sistemática e metodológica das reuniões da comissão, para os representantes das entidades que compõem a comissão da revisão da planta genérica de valores. A 2ª reunião está prevista para o mês de novembro, e o intuito é apresentar para o executivo a proposta elaborada pelas entidades conhecedoras do mercado imobiliário.

O presidente do SECOVI, Marco Pessoz, ressalta que a ideia é agregar o maior número de entidades para formar o grupo de trabalho que realizará o estudo para elaboração da planta genérica  de valores de Cuiabá. “A união entre as entidades é em prol da sociedade e do mercado, é preciso atuar em conjunto para fiscalizar  e evitar distorções da planta genérica de valores”, destacou.

Segundo o representante da Câmara de Dirigentes Lojistas, Gustavo Nascimento, a meta é que esse estudo fique pronto até final do mês de fevereiro de 2022. “O estudo completo das regiões de Cuiabá vai permitir que a planta genérica de valores fique adequada, e consequentemente, vai agregar mais investidores”, disse.

As entidades que compõem a comissão para revisão da planta de valores genéricos e atualização do valor do metro quadrado (m2) dos terrenos, são a Secretaria Municipal de Fazenda – SMF, Procuradoria Geral do Município – PGM, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, União Cuiabana de Associação de Bairros – UCAMB, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano – SMADES, Secretaria Municipal de Planejamento/ Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano – IPDU, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA-MT, Sindicato das Indústrias da Construção de Mato Grosso – SINDUSCON, Sindicato das Empresas de Compra e Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Condomínios de Cuiabá e Várzea Grande/MT – SECOVI-MT, Conselho Regional de Corretores de Imóveis – CRECI/MT, Instituto Brasileiro de Avaliação e Perícias de Engenharia – IBAPE/MT, Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Cuiabá/MT – CAU/MT, Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá – CDL, Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá – ACC, Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Mato Grosso – ABIH-MT e Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá – AEDIC.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPadrasto é preso após estuprar enteada de nove anos
Próximo artigoPresidente do TJMT prevê um novo embate entre Bolsonaro e membros do Judiciário