Entidades empresariais “boicotam” audiência para discutir ICMS

Comerciantes de Mato Grosso afirmaram que secretário Rogério Gallo foi quem cancelou um encontro primeiro

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Entidades representativas do comércio de Mato Grosso “boicotaram” a audiência pública organizada pelo governador Mauro Mendes (DEM) na manhã desta quinta-feira (30) no Palácio Paiaguás, em Cuiabá.

Em um ofício encaminhado ao governo e lido durante a abertura da reunião, Fecomércio, Facmat, FCDL, ACC e CDL-Cuiabá alegaram que não iriam participar da audiência porque já tinham marcado uma reunião técnica com o secretário de Estado de Fazenda (Sefaz) Rogério Gallo nesta quarta-feira (29), mas que foi cancelada pelo próprio secretário, sem definição de uma nova data.

As entidades afirmam que só vão se manifestar após se reunirem com o secretário.

Carta de entidades do comércio: antes de audiência, elas querem uma reunião com Rogério Gallo

Mauro quer reuniões abertas

O governador Mauro Mendes disse que a oportunidade para discutir questões técnicas com o comércio era a audiência pública nesta quinta.

“Não adianta fazer reunião entre quatro paredes, porque lá está tudo bem, mas acaba a reunião e cada um dá sua versão dos fatos”, disse o governador.

Os empresários afirmam que a Lei Complementar 631 aumentou impostos em Mato Grosso – o que viria obrigando os comerciantes a praticarem preços mais altos.

Já o governador justifica que a reinstituição dos incentivos fiscais foi necessária para garantir segurança jurídica, isonomia e combater a injustiça tributária na política de incentivos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVídeo | Pit bulls escapam e moradores de condomínio de luxo ficam com medo de sair de casa
Próximo artigoNepotismo: prefeito tem direito político suspenso por contratar o tio da esposa

O LIVRE ADS