Energisa: R$ 8 mi em doações

Dinheiro foi aplicado em ações sociais de combate à pandemia de covid

(Foto: Assessoria/ Energisa)

O Movimento Energia do Bem já promoveu cerca de 40 ações para o enfrentamento da crise humanitária provocada pela covid-19 em todo o país. A iniciativa é do Grupo Energisa, que atua na distribuição de energia elétrica em 11 Estados, inclusive Mato Grosso, e já destinou mais de R$ 8 milhões em ações de combate, prevenção e tratamento da doença.

Entre as ações está a distribuição de mais de 6,7 mil máscaras do tipo N95, doadas a hospitais nos Estados onde está presente, doação de recursos para a Fiocruz produzir testes rápidos para diagnóstico da doença, além da doação de alimentos e materiais de higiene e limpeza para instituições que cuidam de idosos.

Em Mato Grosso, uma das primeiras iniciativas da empresa foi a viabilização da rede elétrica externa do Hospital Metropolitano de Várzea Grande. Foram instalados 300 metros de rede e dois transformadores, um com 112,5 kvA e um com 300 kvA.

Uma nova etapa das ações já está em desenvolvimento e prevê a doação de cestas básicas que serão compradas e distribuídas localmente, sob a coordenação da Unesco.

“A pandemia e seus impactos atingiram a população e empresas de todos os portes. É o momento de fortalecermos nossos laços e buscarmos ações integradas, para nos apoiarmos mutuamente”, afirma a vice-presidente de Pessoas, Daniele Salomão.

Outra iniciativa, voltada às micro e pequenas empresas, mobiliza empreendedores regionais para a produção de itens para as empresas do Grupo Energisa, como máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

“Vimos a necessidade de contribuir com a nossa comunidade de diversas formas. Estamos priorizando a aquisição dos nossos produtos das pequenas empresas nos estados em que atuamos para contribuir com a geração de renda desses empresários tão afetados pela crise da Covid-19”, afirmou a gerente de Sustentabilidade do Grupo Isabel Perez de Vasconcellos.

Mato Grosso

Em Mato Grosso, o Movimento Energia do Bem além da rede elétrica no Hospital Metropolitano de Várzea Grande, desenvolveu outra ação em 30 municípios.

Carros de som foram utilizados para repassar à comunidade as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a doença.

Para o Hospital Estadual Santa Casa de Cuiabá foram doadas 300 máscaras N95, destinadas aos profissionais que atuam na linha de frente como médicos, fisioterapeutas e enfermeiros. Outras 30 mil máscaras de TNT foram compradas do Senai MT para ser distribuídas aos colaboradores e equipes de campo que têm contato direto com o cliente e por prestarem serviço essencial.

Energisa doou 300 máscaras N95 e 30 mil de TNT para o Hospital Estadual Santa Casa de Cuiabá (Foto: assessoria/ Energisa)

Uma parceria com o Senai MT foi firmada em dois projetos: no transporte dos respiradores encaminhados à instituição para manutenção e na calibração dos equipamentos antes de serem entregues às unidades de saúde.

A Energisa MT também fez a doação de mais de 300 doses de vacinas H1N1 (Influeza) ao Serviço de Atendimento Especializado (SAE), administrado pela prefeitura de Cuiabá. A unidade é referência na Capital em atendimento de pessoas que vivem com HIV, Aids e hepatites virais, com cerca de 5,2 mil pacientes.

Em uma ação que envolveu os colaboradores em uma campanha de financiamento coletivo (matchfunding), realizada entre abril e maio, o valor arrecadado foi destinado à compra de itens da cesta básica e kits de higiene que beneficiaram seis instituições: a Associação Nosso Lar Casa do Idoso (Tangará da Serra), Fundação Abrigo Bom Jesus (Cuiabá), Lar das Servas de Maria (Cáceres), Lar Vicentino Obra Unidas (Sinop), Lar da Providência (Barra do Garças) e Lar dos Idosos Paul Percis Harris (Rondonópolis).

Ação integrada com o Senai

Em conjunto com o Senai, a Energisa viabilizou o conserto de 276 ventiladores hospitalares em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Isabel Vasconcellos explica que foi a alternativa encontrada para um dos equipamentos mais procurados pela área médica neste tempo de pandemia.

“Essa grande corrente de energia está percorrendo os estados em que atuamos, levando alimento a mais de três mil famílias com a distribuição de cestas básicas. Possibilitando o tratamento dos infectados através da manutenção de respiradores pulmonares”, disse.

Todas as concessionárias da Energisa também estão priorizando as ligações de energia para hospitais e unidades de saúde. Processos que antes levariam mais de 30 dias, devido ao perfil de quantidade de energia elétrica necessária, estão ocorrendo com menos de uma semana.

(Com Assessoria)   

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCaso Isabele: tiro no rosto de adolescente não foi acidental, afirma laudo
Próximo artigoVídeo| “Atitude desproporcional”, diz prefeito sobre bloqueio de R$ 4 milhões