Enem 2020: Inep divulga local de prova dos candidatos

Na internet, estudantes reclamam de dificuldade para acessar dados e da distância nos locais escolhidos pelo órgão

Foto: Marcelo Casal Jr / Agência Brasil

Os estudantes que se inscreveram para a versão impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem acessar o cartão de confirmação de inscrição, que contém o local da prova de cada candidato. O documento foi disponibilizado nesta terça-feira (5) pelo Inep.

Além do local de prova, o comprovante informa o número de inscrição, a data e o horário em que a prova será aplicada. As informações individuais podem acessar acessadas no site do órgão.

A aplicação presencial está marcada para acontecer nos 17 e 24 de janeiro. Já a aplicação da versão digital ocorrerá em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Na internet, alguns usuários têm reclamado da dificuldade para ter acesso ao cartão. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep, o sistema tem funcionado sem problemas.

“As dificuldades podem ter sido causadas por tentativas de acesso durante a madrugada, quando o cartão de confirmação ainda não estava disponível”, afirmou o órgão.

Nas redes sociais, além da dificuldade de acesso, os estudantes reclamam da distância dos locais onde as provas serão aplicadas. “Eu saindo de casa 2 dias antes do Enem pra chegar no local de prova que o inep me jogou”, brinca um candidato.

Reaplicação por doença

Quem foi diagnosticado com covid-19 poderá pedir para participar da reaplicação da prova em fevereiro. A solicitação poderá ser feita na Página do Participante do Enem.

O mesmo serve para outras doenças infectocontagiosas. São elas: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, e varicela.

O Inep orienta o participante que seja acometido por sintomas de qualquer dessas doenças no dia ou na véspera da realização do Enem a entrar em contato também pela Central de Atendimento, no número 0800-616161, de modo a agilizar a análise do caso.

(Com Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMendicância e criminalidade: moradores de rua tomam conta de várias regiões de Cuiabá
Próximo artigoIrmãos matam padrasto em GO por agredir a mãe deles, fogem e são presos em MT