Enchentes em SP aumentam em até 50% preço de legumes e verduras em Cuiabá

Expectativa do governo é que os preços só devem se normalizar na próxima semana

(Foto: Luciana Cury/Assessoria Seaf)

Na semana passada, a cidade de São Paulo foi atingida por chuvas intensas, que ocasionaram enchentes. Entre os afetados está a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). Estima-se que R$ 24 milhões em legumes e verduras foram perdidos.

A Ceagesp é a maior central atacadista da América Latina e concentra 30% do que é comercializado em todo o Brasil.

Em Cuiabá, as perdas influenciaram no aumento dos preços de legumes e verduras na Central de Abastecimento.

Alguns produtos chegaram a ter aumento estimado de 50%, segundo a Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (Seaf). É o caso da cenoura e do chuchu.

Antes das enchentes, as leguminosas eram vendidas a R$ 40 a caixa com 22 quilos. Atualmente, a mesma quantidade vale R$ 60.

A expectativa do governo é que, com a normalização do funcionamento da Ceagesp, os preços só devem se normalizar na próxima semana.

Aumentos significativos

Outros itens tiveram alta significativa nos preços. São eles: abobrinha, berinjela, jiló, pimenta de cheiro e vagem. O jiló, a pimenta-de-cheiro e a berinjela subiram 40%. A vagem 33%, e a abobrinha 27%.

O jiló e a pimenta-de-cheiro custavam R$ 50 a caixa com 15 kg e 8 kg, respectivamente. Passados sete dias ambos subiram para R$ 70. Já a caixa com 12 kg de berinjela tinha o valor de R$ 25, e nesta semana passou para R$ 35.

A vagem saltou de R$ 60 para R$ 80 a caixa com 12kg, e a abobrinha de R$ 40 para R$ 50 a caixa com 19kg.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMedeiros é confirmado
Próximo artigoEngravidei e não quero o bebê: a lei brasileira permite essa doação?