Empresa é punida por não concluir instalação de ar-condicionado em escolas

A empresa também foi multada em R$ 6 mil, montante equivalente a 10% sobre o valor dos contrato

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) e a Controladoria Geral do Estado (CGE) declararam a empresa C.C. de Arruda Amorim Engenharia, Arquitetura e Design–EPP como inidônea para licitar e contratar com a administração pública. Esta é uma das sanções aplicadas à empresa por ter deixado de concluir os serviços contratados de instalação elétrica para aparelhos de ar-condicionado na Escola Estadual Cora Coralina, no município de Comodoro (MT), e na Escola Estadual Santa Claudina, sediada no Distrito de Mimoso, no município de Santo Antônio do Leverger (MT).

A declaração de inidoneidade impossibilita a contratada de participar de licitação e de contratar com a administração pública em todo o país. A reabilitação poderá ser requerida após dois anos da aplicação da sanção, desde que realizado o ressarcimento integral dos prejuízos causados à Seduc.

A empresa também foi multada em R$ 6 mil, montante equivalente a 10% sobre o valor dos contratos. Além disso, será notificada a restituir aos cofres públicos a importância de R$ 11,2 mil, em razão de ter recebido indevidamente por serviços não executados.

As penalidades foram publicadas na Portaria n. 222/2018/CGE-COR/Seduc e decorrem de processo administrativo (Portaria nº 580/2016/CGE-COR/SEDUC) no qual ficou caracterizado que, mesmo após notificações expedidas pelas unidades escolares, a empresa não concluiu a execução de instalações elétricas, o que causou prejuízo social e dano ao erário. Na Escola Santa Claudina, foram executados 53,09% dos serviços contratados. Já na Escola Cora Coralina, apenas 29,28%.

A empresa foi contratada no ano de 2014 pelos respectivos Conselhos Deliberativos da Comunidade Escolar (CDCEs) para a “execução de instalações elétricas independentes para condicionadores de ar e execução da entrada de energia, desde o posto de transformação até o quadro geral da unidade escolar”, como parte do Plano de Desenvolvimento da Escola – PDE/Climatização.

Para as obras na Escola Cora Coralina, a empresa foi contratada por R$ 20,8 mil para fazer as instalações no período de 20/01/2014 a 20/04/2014. Para as obras na Escola Cora Coralina, o valor pactuado foi R$ 32 mil para executar o objeto contratado no período no período de 31/03/2014 a 30/05/2014.

 

Com Assessoria 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior16 desembargadores votam pela prisão, mas julgamento de Savi é adiado
Próximo artigoO preparo da legítima Parrilla Uruguaia sem mistérios