Embrapa completa 47 anos e foca em integração com o setor produtivo

Atualmente a entidade desenvolve 928 projetos de pesquisa em 43 unidades

Foto: Joana Silva/Embrapa

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) completou 47 anos nesta semana. Atualmente, a entidade desenvolve 928 projetos de pesquisa em 43 unidades.

Em 2019, o número de projetos com a participação direta da iniciativa privada saltou de 5,9% para 12,1%, e a projeção é chegar a 40% até 2022.

“Estamos movendo nossa programação de pesquisa para que em torno de 40% dos projetos atendam à solução de problemas imediatos do agro brasileiro”, disse o presidente Celso Moretti.

Os outros 60%, segundo Moretti, estão na linha de indução tecnológica, ou seja, projetos que têm como base demandas presentes difusas ou demandas para a solução de problemas futuros, que ainda não afligem o produtor brasileiro.

O papel da pesquisa agropecuária no Brasil

Com o apoio da pesquisa agropecuária, o país saiu da posição de importador de alimentos para tornar-se grande player no mercado de commodities, o que vem assegurando ao agronegócio o resultado de 22% do PIB brasileiro.

O país é protagonista na produção e exportação de soja, café, carne bovina, carne de frango, suco de laranja e milho.

“Saímos de importador para exportador de alimentos, e a Embrapa contribuiu fortemente ao longo de seus 47 anos para esse salto de produtividade do agro brasileiro”, afirma Moretti.

Enfrentamento da covid-19

Para apoiar o Governo Federal no planejamento de estratégias territoriais de combate à covid-19, a Embrapa sistematizou painéis gráficos que mostram o avanço dos casos da doença no território nacional.

Eles mostram a evolução temporal diária, além da espacialização estadual dos casos da doença.

Os gráficos são estruturados mediante o uso do ArcGIS – software de geoprocessamento – sobre o banco de dados abertos disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

As informações por estado podem ser detalhadas a partir do acesso ao nome da unidade federativa. Essa iniciativa-piloto pode ser aprimorada de acordo com demandas específicas do Ministério da Saúde.

Para ver todas as informações sobre as ações da Embrapa em função da pandemia, basta visitar a página especial Covid-19.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrimeira reunião será para cobrar
Próximo artigoDívida soma R$ 900 bi