Embargo da China à carne bovina derruba 80% das exportações de MT

Receita dos produtores locais de venda para país asiático também teve recuo acima de 75% em outubro

Imagem ilustrativa (Foto: Pixabay)

O embargado da China à carne bovina brasileira fez a receita e a importação de Mato Grosso para país asiático caírem perto de 80%. Os produtores locais venderam cerca de 2,9 mil toneladas para a China em outubro passado, ao preço total de US$ 18 mil a tonelada. 

Os números estão no boletim da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), elaborado com base nos dados da ComexStat. Para ambos os casos, a perda mínima, na comparação com outubro de 2020, ficou acima de 75%. 

A receita recuou 77,1% e o volume de carne bovina exportada, 78,2%. Contudo, segundo a Fiemt, a China continua sendo o principal destino das commodities de Mato Grosso. No acumulado do ano, a venda para os chineses cresceu 9,8%. 

Outra mudança no cenário da exportação foi a entrada da Noruega na lista top 10 dos clientes que mais compraram de Mato Grosso. Foi a primeira neste ano que o país europeu apareceu no topo. 

O país adquiriu US$ 35 milhões em soja mato-grossense e ficou na sétima posição. 

Conforme a Fiemt, no cenário global exportação de Mato Grosso, houve recuo de 19% na receita na comparação com outubro do ano passado, a queda foi puxada principalmente pela restrição à carne bovina pela China e pela venda menor do milho. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.