Emanuel vê capacidade de investimentos reduzida e pede apoio da AL

Prefeito de Cuiabá diz que novos pontos de vacinação contra a covid-19 eleva despesas da saúde e quer colaboração financeira do Legislativo Estadual

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) declarou que tem feito altos investimentos financeiros para expandir pontos de vacinação contra o coronavírus e que isso estaria levando ao exaurimento da capacidade financeira do município.

Isso porque, além destas despesas extras, o município ainda tem que arcar com despesas do PSF (Programa Saúde da Família) e de estruturas de urgência e emergência, como o Pronto Socorro Municipal.

A declaração foi dada durante a abertura do ponto de vacinação contra a covid-19 no estacionamento da Assembleia Legislativa.

Para cumprir a meta de expansão de novos pontos de vacinação, o prefeito Emanuel Pinheiro pediu apoio financeiro à Assembleia Legislativa.

“Estamos ficando sem dinheiro, e precisamos de apoio para ofertar a população novos pontos de vacinação que é um desejo administrativo do município e uma das determinações do Judiciário”, declarou.

Embora tenha sido prestigiada pelos deputados estaduais, representante da Câmara Municipal de Cuiabá e pelo deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho (MDB), não houve o comparecimento de nenhum representante do governo do Estado.

Também não compareceu em apoio ao prefeito a bancada estadual do MDB na Assembleia Legislativa composta pelos deputados Janaina Riva, Thiago Silva e Dr. João.

Devolução de duodécimo

Diante do apelo do prefeito Emanuel Pinheiro, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Max Russi, avaliou que uma das alternativas para contribuir com os municípios na medida de combate à covid-19 é devolver dinheiro via duodécimo ao governo do Estado.

“O que estamos economizando já devolvemos ao Estado para ajudar nas políticas públicas. Atualmente, a Assembleia Legislativa tem um orçamento de R$ 600 milhões e estamos cortando na carne neste momento difícil para auxiliar. Se o governo do Estado necessitar comprar mais vacinas e também auxiliar os municípios com pontos de expansão da vacinação, nós estamos disponíveis”, afirmou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTRE mantém cassação de Avalone
Próximo artigoGiraldelli encerra mandato no TRE-MT e fala em “superação de flagelo”