Emanuel vai a Justiça e pede liminar para “barrar ataques de Mendes”

Prefeito diz que é vítima de calúnia e difamação do governador na disputa eleitoral

(Foto: Sicom/Cuiabá)

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) ingressou com uma ação cautelar na Justiça requerendo uma liminar que obrigue o governador Mauro Mendes (DEM) a se abster de emitir qualquer declaração falada ou escrita que possa prejudicar sua imagem.

Emanuel afirma que sua imagem pessoal e seu projeto de ser candidato à reeleição para prefeito de Cuiabá estão prejudicados pelas constantes falas do governador, que emite críticas ao seu respeito. Por isso, tem sofrido constrangimento perante seus correligionários, familiares e a população em geral.

O pedido foi distribuído a 8ª Vara Cível de Cuiabá. Nas últimas semanas, Mendes tem feito declarações públicas bastante críticas ao prefeito, associando-o a episódios de corrupção e ainda acusando Emanuel de ser incompetente administrativamente.

A defesa de Emanuel sustenta que Mauro Mendes “tem se utilizado do cargo de governador para patrocinar calúnias e difamações constantes, ultrapassando os limites legais da liberdade de expressão e pensamento”.

“Atual Governador do Estado, possuem peso impar e são de longo alcance dado ao cargo que ocupa, cujas frases detém nítida intenção de desacreditar e provocar, contra o Requerente, desprezo e menosprezo público, constituindo demérito à sua dignidade, influindo diretamente em sua candidatura a reeleição”, diz um dos trechos do pedido.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGaeco desmancha suposta organização que fraudava contratos de seguradora em Cuiabá
Próximo artigoEspaço para vereadores