Emanuel não acredita que Renivaldo assine abertura de CPI

Ednilson Aguiar/ O LIVRE

Emanuel Pinheiro Ferrovias - Fiemt

Emanuel Pinheiro (esq.): prefeito foi pego de surpresa com adesão à CPI de vereador da base aliada

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), foi  pego de surpresa pela decisão do vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) de assinar o requerimento pela instalação da chamada “CPI do Paletó”.

“Eu respeito muito, mas eu tenho certeza de que ele não deve assinar. Apesar de que Renivaldo é um vereador livre, independente e eu respeito muito a decisão interna da Câmara”, disse o prefeito.

Emanuel tomou conhecimento sobre a decisão do tucano na tarde desta segunda-feira (6), quando participava de um fórum para debater a questão das ferrovias em Mato Grosso.

“Existe uma tese defendida por juristas que entendem que não é competência da Câmara investigações dessa natureza, mas a decisão é do Poder Legislativo e, seja qual for, será respeitada, porque eu sei que está tudo ok”, completou.

A tese citada é a mesma defendida por Renivaldo Nascimento. De acordo com ela, não caberia à Câmara abrir uma CPI, porque o fato a ser apurado ocorreu quando Emanuel ainda era deputado estadual: o suposto recebimento de propina que teria sido flagrado em vídeo na sala do então chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProcuradoria ganha prêmio internacional por combate à corrupção na Lava Jato
Próximo artigoFifa faz acordo com FIFPro e dá mais poder a jogadores em contratos com clubes