Em visita a MT, vice de Amoêdo compara ocupação de terras a movimentos terroristas

O professor Christian esteve em Sinop nessa terça-feira (11) e estará em um evento em Cuiabá nesta quarta (12)

Em visita a Mato Grosso, o professor Christian Lohbauer (Novo), candidato a vice-presidente da República na chapa encabeçada por João Amoêdo (Novo), defendeu o armamento, o direito à propriedade como princípio básico, comparou a ocupação de terras privadas a movimentos terroristas e disse que o partido é detentor do “verdadeiro plano agrícola para o país”.

Segundo ele, Mato Grosso é referência para tudo o que o partido Novo acredita. “O que aconteceu nesse Estado é independente do governo. O que se fez aqui é uma revolução de investimento em tecnologia, competência de trabalho, produção e agregação de valor. É tudo que a gente prega”, disse Lohbauer, em passagem por Sinop (500 km de Cuiabá) nessa terça-feira (11).

Ainda conforme o candidato, nesse sentido, o foco do plano de governo do Novo é infraestrutura. “Como pode a BR-163 não estar duplicada e pronta até hoje, depois de 30 anos? Nós defendemos um processo incisivo de concessões, privatizações, parcerias público-privadas para estrada, porto, ferrovia”.

Em relação à propriedade privada, o professor classificou como inaceitável a permanente ocupação de terras privadas. “São movimentos quase que terroristas, que ocupam terras de produção. A gente tem que combater isso”.

Quanto à segurança, ele defendeu o direito de o cidadão se armar e ressaltou que isso não significa que estejam pregando algum tipo de “bang-bang” no país. “É natural, aceitável, que o cidadão possa se armar e defender a segurança da família e dos negócios. É o princípio da liberdade, com responsabilidade. O partido entende que quem quer se defender tem que ter esse direito”.

Prestação de contas da chapa

O candidato à presidência João Amoêdo declarou um patrimônio de R$ 425 milhões à Justiça Eleitoral e, o professor Christian, de R$ 4,1 milhões. Para o candidato a vice, a prestação de contas repercutiu positivamente.

“As pessoas têm achado isso bom, por ele ter dito a verdade, não ter tido medo. Temos ouvido: pelo menos não vai entrar na política para se locupletar, está entrando para fazer algo diferente. Se você olha a declaração de vários outros candidatos, aí você vê quem está falando a verdade e quem está mentindo; chega a ser risível o que alguns candidatos apresentaram como renda”, disparou.

Recursos do Novo

Na oportunidade, o candidato pontuou ainda que o partido Novo não utiliza recursos públicos e sobrevive da contribuição voluntária de 24 mil brasileiros.

“Isso é muito diferente de tudo que se conhece. Se a gente fizer coisa errada e que não apetecer, as pessoas vão parar de contribuir. Se a gente desviar, se corromper, elas param de pagar e matam o partido”, afirmou.

Visita a Mato Grosso

Nesta quarta-feira (12), Christian Lohbauer participa de um evento em Cuiabá ao lado do ex-técnico das seleções feminina e masculina de vôlei e bicampeão olímpico, Bernardo Rocha Rezende, o Bernardinho, no Centro de Eventos do Pantanal, a partir das 19h30.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIncêndio de grandes proporções atinge casa ao lado da Igreja São Benedito; veja vídeo
Próximo artigoLeilão de Primavera GAP Genética terá mais de 800 animais entre reprodutores e cavalos