Em Sinop, três casos de ameaça contra a mulher foram registrados no domingo

Em Mato Grosso, 13.263 mulheres foram vítimas de ameaças, e outras 6,4 mil foram vítimas de agressão somente neste ano

Google Imagens

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso de Sinop (500 Km de Cuiabá) registrou três casos de ameaça contra mulher no domingo (25). O primeiro registro foi feito no Residencial Florença, por volta das 14h. Uma jovem, de 22 anos, comunicou à polícia que seu ex-companheiro havia arrombado o portão de sua residência no momento em que a vítima almoçava.

Segundo consta no Boletim de Ocorrência, eles estariam separados há seis meses. Ela relatou que esta grávida e que não é a primeira vez que ele invade sua residência e faz ameaças, destacando o caráter violento do ex.

A segunda ocorrência foi registrada por volta das 19h, quando a vítima, de 31 anos, teria chegado em casa, no bairro Jardim Veneza. O marido teria começado a xingar e ameaçá-la de morte. Segundo informações registradas pela PM, o homem estaria desconfiado de uma traição. “O agressor teria ameaçado matar a vítima com uma faca, depois disso a mesma comunicou a polícia e em seguida solicitou uma medida protetiva contra o suspeito”, relatou o policial que atendeu a ocorrência.

O terceiro caso aconteceu por volta das 23h, no Setor Residencial Norte. A mulher de 20 anos também teve sua casa invadida e foi ameaçada de morte pelo ex-companheiro. O relacionamento de dois anos teria terminado há poucos dias e o homem passou a ter um comportamento agressivo, por supostamente não aceitar o término. As três vítimas solicitaram medida protetiva contra os agressores, temendo a integridade física, e suas vidas.

Números da violência doméstica

A Lei Maria da Penha completou 12 anos em 2018. Em pouco mais de uma década a Lei motivou o aumento das denúncias de casos de violação de direitos.
Segundo o Ministério dos Direitos Humanos (MDH), que administra a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, o Ligue 180, foram registradas, só no primeiro semestre deste ano, quase 73 mil denúncias. Em Mato Grosso, 13.263 mulheres foram vítimas de ameaças, e outras 6,4 mil foram vítimas de agressão somente neste ano.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMEC libera recursos para educação em tempo integral
Próximo artigoQueda de avião em Minas Gerais mata quatro pessoas