Em sabatina, Fávaro diz que Taques deixa o governo pior do que recebeu de Silval

Ex-vice diz que tentou ajudar governador mas foi ignorado

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O candidato a senador Carlos Fávaro (PSD) estreou a sabatina do LIVRE com os candidatos a senador com críticas ao ex-aliado Pedro Taques (PSDB), que disputa a reeleição. Ex-vice-governador, Fávaro renunciou ao cargo em março deste ano, e se juntou ao grupo de dissidentes que lançou Mauro Mendes (DEM) candidato a governador. Fávaro afirmou que Taques deixa o governo pior do que recebeu do antecessor Silval Barbosa (ex-MDB), ao ser questionado sobre como avaliava os três últimos governos.

“Blairo Maggi é um grande líder, fez um grande mandato. Silval teve seus erros. Agora Pedro deixou muito a desejar. Eu posso dizer, infelizmente, com tristeza, ele deixa o governo do Estado de Mato Grosso pior do que recebeu de Silval Barbosa”, afirmou.

O ex-vice argumentou que sempre fazia críticas ao governador nos bastidores, e que nunca falou publicamente sobre isso, para não ser acusado de atrapalhar o governo.

“Em vez de ajudar, eu iria desestabilizar o governo. A hora certa de discutir o futuro é agora, nas eleições. Por isso só agora desligamos o partido do governo e renunciei à vice-governadoria. Eu não precisava renunciar”, disse.

Ele refutou as alegação de alguns ex-aliados, que o tacharam de oportunista por renunciar ao cargo de vice. “Tratar isso como oportunismo é a velha política. Se eu rompesse no primeiro ano, chamariam de oportunismo também. Tem que ter equilíbrio. Vendo que as coisas não andaram direito, eu tentava ajudar, mas não era ouvido”, afirmou.

Fávaro se declarou como um político de centro-direita, que defende o livre mercado, e se posicionou sobre temas polêmicos que tramitam no Congresso Nacional, como aborto, casamento homoafetivo, e escola sem partido.

Confira o vídeo da entrevista na íntegra, que começa a partir dos 20 minutos. A transmissão atrasou em função do assalto ocorrido logo depois que o candidato chegou ao LIVRE.

Sabatina LIVRE

Conduzidas pelo diretor do LIVRE, Guilherme Waltenberg, e pelo repórter Victor Cabral, as entrevistas são realizadas com os candidatos ao Governo do Estado e ao Senado por Mato Grosso. Cada live tem duração de 30 minutos.

Confira as entrevistas já realizadas:

Arthur Nogueira estreia sabatina dos candidatos no LIVRE

Confira a agenda das próximas sabatinas:

Governo do Estado

Moisés Franz (Psol) – 22 de agosto, às 15h

Pedro Taques (PSDB) – 29 de agosto, às 15h

*Os candidatos Mauro Mendes (DEM) e Wellington Fagundes (PR) ainda não confirmaram presença na sabatina do LIVRE

Senado

Adilton Sachetti (PRB) – 20 de agosto, às 10h

Selma Arruda (PSL) – 23 de agosto, às 15h

Gilberto Lopes (Psol) – 27 de agosto, às 15h

Maria Lucia (PCdoB) – 30 de agosto, às 15h

Sebastião Carlos Gomes (Rede) – 3 de setembro, às 15h

Procurador Mauro (Psol) – 6 de setembro, às 15h

Aladir Leite Albuquerque (PPL) – 10 de setembro, às 15h

Waldir Caldas Rodrigues (Novo) – 13 de setembro, às 15h

Nilson Leitão (PSDB) – 20 de setembro, às 15h

*O candidato Jayme Campos (DEM) ainda não confirmou presença na sabatina do LIVRE

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

5 COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTSE nega participação de Lula em debate na TV amanhã
Próximo artigoTRE exige que Facebook tire do ar conteúdo apócrifo contra Nilson Leitão