Em Rondonópolis, Taques diz que evitou colapso de MT na crise

Aliados relembram mote de Dante para pedir reeleição de Pedro Taques

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou, durante evento político em Rondonópolis, neste sábado (23), que controlou os custos da máquina governamental e, assim, evitou o colapso de Mato Grosso. Esse foi o segundo evento de sua pré-campanha, depois da reunião que reuniu diversos partidos em Cáceres. Participaram do encontro o PSDB, PSB, PPS, PRTB, SD, Avante e Patriota.

“Se não tivéssemos controlado a trajetória de gastos com custeio da máquina, o Estado estaria vivendo situação semelhante ao Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro. Mas nós controlamos, ajustamos as contas e assim a situação financeira do Estado não entrou em colapso e foi possível fazer os investimentos básicos”, afirmou Taques em seu discurso, repetindo que herdou um Estado sucateado, com corrupção em todos os lugares e destacando a crise financeira nacional.

Citando diversos aliados no palanque, Taques negou que esteja isolado politicamente. “Se isso é estar isolado, eu quero continuar isolado”, disparou. Ele citou diversos programas de seu governo, como as bolsas do Pró-Família, reformas de escolas, pavimentação de estradas e o carro-chefe da pré-campanha, a Caravana da Transformação, que levou cirurgias de cataratas a milhares de pacientes.

O grupo demonstrou objetivo de neutralizar as críticas dos adversários, que acusam o governador de incompetência. “Ser governo é ser paciente. A função dos adversários é criticar, mas nós vamos falar de realizações, de obras, de futuro e de esperança”, afirmou o deputado federal e pré-candidato a senador Nilson Leitão (PSDB).

O mote de “casa arrumada” adotado pelo ex-governador Dante de Oliveira (PSDB) em sua campanha à reeleição, em 1998, norteou alguns discursos no evento. “O governador fez o dever de casa, arrumou a casa e priorizou as áreas essenciais e também sociais. Enquanto no Brasil a pobreza aumentou, em Mato Grosso diminuiu”, afirmou o deputado estadual Max Russi (PSB), que implantou o programa Pró-Família como secretário de Trabalho e Assistência Social (Setas) na gestão de Taques.

O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (SD), também elogiou o tucano. “Olha que estamos falando em um período que teve a maior crise econômica do Brasil. Inegável que o governador Pedro Taques estancou a sangria da corrupção e passou a investir em prioridades”, disse.

“Mato Grosso não vai voltar atrás, não vai ser entregue a essa quadrilha que assaltou Mato Grosso”, discursou o deputado estadual Wilson Santos (PSDB), ao citar obras do governo na cidade.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVendas mundiais de robôs industriais batem recorde
Próximo artigoMarquezine chora após ver Neymar “desabando” em campo

O LIVRE ADS