Em MT, Álvaro Dias promete privatizar 146 estatais federais

Em visita a Mato Grosso, o pré-candidato à presidência da República, senador Álvaro Dias (PODE), defendeu a necessidade de uma reforma de Estado

Em visita a Mato Grosso, o pré-candidato à presidência da República, senador Álvaro Dias (PODE-PR), defendeu a necessidade de uma reforma de Estado para recuperação das finanças do país, por meio da eliminação de privilégios, redução de ministérios e privatização de estatais. Se eleito, o presidenciável disse que 146 empresas estatais federais podem ser privatizadas.

“Com essas privatizações de estatais desnecessárias, preservando somente as essenciais, as estratégicas, certamente reduziremos as despesas correntes para sobrar dinheiro para investimento em infraestrutura, saúde, educação e segurança pública”, explicou Álvaro Dias, em coletiva concedida nesta sexta-feira (18), na sede da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato).

O pré-candidato, que é agricultor, ressaltou ainda que Mato Grosso é prioridade para o partido, por ser celeiro do agronegócio. “Estamos lançando uma semente que deverá germinar e certamente produzir bons frutos e contamos muito com esse solo fértil do Estado”.

Segundo ele, o agronegócio precisa muito mais do que uma política de governo, precisa de uma política de Estado. “Temos que superar dificuldades de logística, de infraestrutura, de falta de armazenamento. Superar o custo elevado da produção. A política tributária esmaga o setor produtivo direta e indiretamente. A redução das taxas de juro permite ao governo, por exemplo, oferecer seguro agrícola, já que não terá que subsidiar taxas de juro”.

Na oportunidade, o senador também declarou que seu colega de partido e de parlamento, pré-candidato à reeleição, José Medeiros, tem total autonomia no Estado para buscar a melhor aliança ao governo.

Já o senador por Mato Grosso disse que ainda não há nada definido, que estão buscando o melhor caminho, mas que muito provavelmente não apoiarão a reeleição do governador Pedro Taques (PSDB). Tudo indica que a sigla apoiará a candidatura do também senador Wellington Fagundes (PR) ao governo. O republicano, inclusive, estava presente no evento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCom frente fria, temperatura em Cuiabá pode chegar a 14º graus
Próximo artigoEscola do Legislativo firma protocolo de intenções com Fundação Nacional de Administração Pública