Em dias de frio, moradores de rua de VG recebem sopa, cobertores e abrigo temporário

A prefeitura de Várzea Grande realizou ações para amparar as pessoas em situação de rua na cidade nesse período de baixas temperaturas

(Foto: Assessoria)

Nesses dias de baixa temperatura e clima atípico em Mato Grosso, a Prefeitura de Várzea Grande está distribuindo às pessoas em situação de rua, refeições com sopas, chás, além de cobertores e além de ofertar a possibilidade de abrigo temporário. Ações que levam solidariedade e calor humano a quem mais precisa.

A ação é executada no início da noite pela Secretaria de Assistência Social, através do Centro de Referência para Pessoa em Situação de Rua de Várzea Grande, o Centro POP. O alimento é preparado na sede do projeto social Caderno 2.

“Este ano, tivemos vários episódios de frio intenso e infelizmente muitas pessoas dormem em locais improvisados e se alimentam com dificuldade. A sopa, o chá e os cobertores são muito importantes e, na maioria das vezes, as únicas fontes de calor. Em média, distribuímos de 100 a 130 marmitex e cobertores por noite. Vamos continuar trabalhando com muito carinho para aquecer o inverno de quem mais precisa”, pontuou o gerente do Centro POP de Várzea Grande, Fábio Reveles.

De acordo com o prefeito Kalil Baracat, a prefeitura não podia deixar de auxiliar essas pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade, especialmente durante os dias mais frios. “Estamos nos esforçando ao máximo para ajudar a todos, temos casas de acolhimento, fizemos parcerias para ampliar ainda mais as vagas e não vai faltar lugar que possa acolher com dignidade”, comentou.

A assistente social do Centro POP de Várzea Grande, Cassandra Marcos, e a coordenadora de proteção social especial de Várzea Grande, Katlin Oliveira Calmon, explicaram que o atendimento às pessoas em situação de rua é permanente, porém foi intensificado com a chegada do frio intenso.

“No dia a dia, nós já realizamos a distribuição de refeições, fazemos o abrigamento temporário em casa de amparo da prefeitura e com outros quatro parceiros sociais; realizamos a confecção de documento dessas pessoas, tratamentos de saúde, higiene pessoal, atendimento psicológico e, inclusive, providenciamos a compra de passagens para retorno a suas casas, quando necessário”, enumerou Katlin Calmon.

Cassandra Marcos pontuou ainda que em sua maioria, as pessoas em situação de rua em Várzea Grande estão todas cadastradas e recebem atendimentos diários.

“Conhecemos cada uma dessas pessoas, seus problemas e angústias. Grande parte possui vícios com álcool e drogas então buscamos levar a eles solidariedade, humanidade e carinho, porém a situação se agrava no período de frio, quando buscamos deixar a noite dessas pessoas mais confortável”,  revelou a assistente social. No entanto, acrescenta ela, nestas abordagens, em caso de recusa quanto ao acolhimento em casas temporárias, a equipe entrega os cobertores e os alimentos.

Também participa da ação, a Guarda Municipal de Várzea Grande, oferecendo apoio às equipes técnicas da Secretaria de Assistência Social. Para outras informações sobre o projeto ou comunicar sobre pessoas em situação de rua que precisam de amparo, basta entrar em contato pelos telefones (65) 98472-2880, (65) 3685-3851, ou se dirigir à Casa de Acolhimento, localizada na Avenida principal do Bairro Ouro Verde, ao lado do Posto de Saúde.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorControladoria multa empresas em R$ 11,6 milhões por pagamento de propinas
Próximo artigoPrazo para pedido de isenção do IPTU 2021 em Cuiabá é prorrogado até 30 de setembro