Em Cuiabá, Eduardo Leite pede votos pelo fim da polarização entre Bolsonaro e Lula

Governador do Rio Grande do Sul disse que situação atual afeta a economia e gera estresse para a população

(Foto: Assessoria)

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), participou de reunião partidária neste sábado em Cuiabá. Ele pediu votos de filiados para a prévia de candidato tucano à Presidência da República em 2022, marcada para 21 de novembro.

Com busca de discurso entre a direita e a esquerda, Eduardo Leite diz querer fazer um “governo de transição” da situação polarizada para um cenário de menos tensão. Para ele, o contexto atual foi criado pelos governo do PT, com Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, e aprofundado pelo presidente Jair Bolsonaro, se colocando do lado oposto.

“Para mim, o PT não deveria voltar ao governo, e a gente está vendo a crise do governo Bolsonaro. Então, nós já sabemos como os dois lados se comportam, sabemos que não conseguiram acertar. Queremos um governo de transição para uma sociedade calma, sóbria”, disse.

Para evitar a continuidade da tensão, a proposta dele passa por mudanças nas regras de eleição, como a suspensão do direito de reeleição. Diz que o assunto será debatido em seu eventual governo – a ideia de transição seria acomodada ao formato de apenas um mandato.

(Foto: Assessoria)

Eduardo Leite diz que o prolongamento do clima de tensão afetam a economia com o desemprego, dólar alto e a inflação acima do teto oficial. Cenário que afirma estressar a população.

Primeiro, o PSDB

Questionado sobre como reverter o quadro de dentro de um partido em desgaste, a resposta aponta para visão prática.

“Eu acredito que a população brasileira está cansada de extremismo, de toda semana viver com ataques às instituições e clima de incerteza. Acredito que vamos conseguir superar”, afirmou.

Um vídeo do PSDB, da comitiva de Eduardo Leite, exibido para um público de cerca de 200 pessoas, entre filiados e simpatizantes, traz a mensagem de resgaste do partido, também sem apontar para a prática.

Leite deve enfrentar o governador João Dória nas prévias tucanos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior20 anos do 11 de Setembro: Conheça Padre Mychal Judge, uma das primeiras vítimas do atentado
Próximo artigoAssinatura digital? Procura em 2021 já corresponde a 80% da produção em 2020