Em alerta com gastos

PGJ extrapolou limite e não tomou providências, diz TCE

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Procuradoria-Geral de Justiça de Mato Grosso (PGJ) recebeu um termo de alerta por ultrapassar o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal. O documento foi assinado pelo conselheiro interino, Luiz Henrique Lima, na sexta-feira (11).

De acordo com o TCE, a PGJ teria ultrapassado o limite prudencial de 95% das despesas com pessoal no segundo quadrimestre de 2019. O Relatório de Gestão Fiscal da Procuradoria consta no Portal da Transparência.

Em sua análise, o conselheiro ainda ressaltou que a Procuradoria já tinha sido alertada pelo Tribunal, em razão do extrapolamento do limite de gastos ainda no primeiro semestre.

Apesar disso, segundo Luiz Henrique, “a PGJ aumentou seus gastos com pessoal e não adotou providências de ajuste da despesa total com pessoal no 2° quadrimestre”.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS