Eleições 2020: Mais de 4,5 mil profissionais vão reforçar a segurança em MT

Objetivo é intensificar as ações policiais e evitar problemas durante a votação, principalmente no interior

Operação Eleições 2020 (Foto: André Souza/O Livre)

Durante o primeiro turno das eleições municipais, no próximo domino (15), Mato Grosso vai ter um reforço de 4,5 mil profissionais da segurança pública em todo o Estado.

No total, 57 zonas eleitorais e os 1.478 locais de votação serão vistoriados pelas forças de segurança.

O objetivo é intensificar as ações policiais e evitar problemas durante a votação, principalmente no interior. Para isso, a operação começa já na quarta-feira (12), com o deslocamento dos servidores.

A operação conta com o apoio das polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal, além do Corpo de Bombeiros e do Exército. No dia da votação, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) deve criar o “Gabinete de Crise” para dar celeridade a casos que mereçam atenção.

“Essas eleições acontecem num ano atípico de covid-19 em que há limitações. Mas eu acredito que dias melhores virão. E isso começa com as eleições e com os eleitores escolhendo os próximos governantes”, afirmou o chefe da pasta, Alexandre Bustamante.

Voto “caro”

O reforço na segurança é coordenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT). De acordo com o juiz eleitoral Lídio Modesto, o apoio é de suma importância tendo em vista a dimensão territorial do Estado.

“Temos uma diversidade geográfica muito grande e, por isso, temos até um dos votos mais caros do Brasil. Embora tenhamos o dever constitucional de organizar as eleições brasileira, não conseguiríamos – em um estado complexo como o de Mato Grosso – sem o apoio das instituições de segurança”, ressaltou.

Para Modesto, a covid-19 não deve ser empecilho para a votação. “Fizemos um levantamento mesmo antes da queda de mortes e contágio no Estado, e a estatística que temos é que será como a dos anos anteriores, entre 20% e 22% de abstenção”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEspera para votar demorou? Você pode reclamar diretamente ao TRE-MT
Próximo artigoMinistra Damares pede que pais observem comportamento dos filhos na internet