Eleição na OMS: Tedros Adhanom é reeleito diretor por mais cinco anos

O médico ficará no cargo até o dia 16 de agosto de 2027

(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reelegeu, nessa terça-feira (23), o médico Tedros Adhanom Ghebreyesus para um segundo mandato como diretor-geral da entidade. O novo mandato terá duração de cinco anos.

Sendo o único candidato, o médico recebeu votos para permanecer no cargo. Seu novo mandato terá início no dia 16 de agosto e se encerra apenas em 2027.

Carreira

O médico tem 57 anos e foi a primeira pessoa nascida na África a dirigir a Organização Mundial de Saúde.

Tedros é graduado em imunologia, possui especialização em malária e é doutor em saúde comunitária.

Polêmicas

Pelos críticos, Tedros é acusado de ter estimulado práticas ineficientes no combate ao coronavírus.

Entre as recomendações da OMS, estava o não uso de máscaras no começo da pandemia e a paralização da economia, o que arrastou o mundo para uma nova crise financeira.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDia do trabalhador rural: mais do que obrigação, é uma vocação
Próximo artigoReservas ambientais em MT: de 47 áreas, só 20 têm regulamentação