“Ela saiu muito bem do meu consultório”, diz “Dr. Bumbum” sobre procedimento realizado em seu apartamento

Médico reativou Instagram e postou vídeo em que chama morte de bancária de "fatalidade" e que está sendo injustiçado

(Foto: Reprodução/O Livre)

Em vídeo postado há poucos minutos em sua conta do Instagram, na tarde desta quinta-feira (19), o médico Denis Furtado, mais conhecido como Dr. Bumbum, chamou de “fatalidade” a morte da bancária cuiabana Lilian Calixto, no último domingo (15). “Como todo mundo sabe aconteceu uma fatalidade que pode acontecer com qualquer médico”, começa ele na gravação.

VEJA MAIS
Dr. Bumbum é preso na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro
Prisão do Dr Bumbum é “um alívio para a gente”, diz enteado de bancária morta

Segundo Furtado, que reativou sua conta de Instagram com mais de 659 mil seguidores, Lilian teria saído bem após passar por uma intervenção estética. “Uma paciente minha no consultório, após procedimento de bioplastia de glúteo, que já realizei mais de nove mil vezes, saiu do meu consultório muito bem”, alega. No entanto, informações preliminares apontam que Furtado teria atendido a bancária em um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

O médico afirma que encaminhou Lilian seis horas após o procedimento a uma unidade de saúde e que ela teria morrido horas depois de ter dado entrada no hospital. “Ela chegou a óbito algumas horas após com parada cardíaca, é um mistério a causa da morte”, afirma.

“Dr. Bumbum” finaliza o vídeo dizendo que se sente injustiçado pela imprensa e que ele seria sim habilitado para tal função. “É uma injustiça o que está falando e mim na televisão. É uma injustiça dizer que eu não sou médico. É uma injustiça, eu tenho CRM antigo, é uma injustiça dizer que esse é um procedimento que não é habilitado”, finaliza.

VEJA VÍDEO

Prisão

Denis foi preso por policiais do 31º BPM (Barra da Tijuca) após receberem informações do Disque-Denúncia.

Denis foi encontrado por policiais do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) em um Centro Empresarial na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio depois de informações passadas pelo Disque Denúncia. A mãe do médico, Maria de Fátima Barros Furtado, ainda está foragida da polícia.

A família de Lilian recebeu com alívio a notícia da prisão, conforme revelou Alessandro Jamberci, de 41 anos, enteado da vítima. Segundo Alessandro, a família ficou sabendo sobre a prisão por meio da imprensa nacional e comemorou. “Nessas horas, que eram só de tristeza, todo mundo fica contente, né. É um alívio muito grande”, disse ao LIVRE.

Recentemente, havia circulado a informação de que o médico não tinha se entregado porque sofreria de crise do pânico. Junto a sua mãe, a também médica Maria de Fátima Barros, eles tinham tentado conseguir um habeas corpus para não serem presos.

Em Cuiabá, o LIVRE mostrou que o enterro da bancária Lilian Calixto gerou comoção entre amigos e familiares.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAudiência pública para concessão da Rodoviária Shopping será na próxima quinta-feira
Próximo artigoJustiça cassa candidatura do ex-secretário Gustavo de Oliveira e suspende eleições da FIEMT