Éder deve esperar

Novo acordo de delação resultou em novas denúncias contra o ex-secretário

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Éder Moraes, não deve ter acesso ao acordo de colaboração premiada firmado pelo ex-superintendente do BicBanco, Luiz Carlos Cuzziol. Ao menos esse é o posicionamento do vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada.

Éder entrou com uma representação no Supremo Tribunal Federal (STF) depois que teve negado um pedido para acessar a delação do bancário.

Ele alegava que teria direito em saber do conteúdo porque, devido à delação, ele foi alvo de denúncias do Ministério Público Federal. No entanto, teve o pedido negado pelo desembargador Cândido Ribeiro, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Para o procurador, Éder deve aguardar o acordo ficar público para ter acesso ao documento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBombas de combustíveis terão certificação digital a partir de dezembro
Próximo artigoSonha em lançar um livro? Governo de Mato Grosso abre edital para seleção de projetos