É um atentado à dignidade do povo brasileiro, diz ministro Luiz Fux

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, considerou um atentado à dignidade do povo brasileiro as imagens que mostram a entrega de dinheiro vivo ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), e a deputados estaduais.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DA DELAÇÃO

Em entrevista para o Jornal Nacional, da TV Globo, exibido nesta sexta-feira (25), ele afirmou que retirou o sigilo sobre as delações da família Barbosa por causa dos vazamentos que tinham acontecido.

O ministro também detalhou ter usado o termo “monstruosa” – para descrever a delação logo que a homologou – em razão da quantidade de pessoas que ela atinge. “É monstruosa pela quantidade de anexos e pelo número de pessoas envolvidas”, disse.

“Infelizmente, nós nos acostumamos com a ideia de corrupção sistêmica. Então, o monstruoso, parece superar a corrupção sistemática e afronta os nossos valores morais e éticos pela sua extensão a toda administração”, explicou.

Os vídeos foram entregues pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB), que firmou acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR). O dinheiro que aparece nas imagens foi entregue por Sílvio César Corrêa de Araújo, chefe de gabinete de Silval à época em ele estava à frente do Executivo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO LIVRE foi às ruas ouvir a população sobre o vídeo de Emanuel
Próximo artigoOtimista há 15 anos, trio Tribalistas volta preocupado com o caos