É fake: TJMT não deferiu liminar obrigando Campo Grande a receber pacientes com covid

A notícia que circulou nesta semana afirmava que Campo Grande (MS) teria que receber pacientes de Cuiabá em estado grave de covid

(Foto: Reprodução/Internet)

O LIVRE verificou e não existe nenhuma decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) que determine o município de Campo Grande (MS) a receber pacientes com covid-19 de Cuiabá (MT) que não tiverem acesso a leitos de UTI.

Uma notícia que circulou nesta semana dava conta de que o TJMT tinha proferido essa determinação, e que até mesmo o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), teria afirmado em coletiva de imprensa que a cidade iria receber pacientes covid de Mato Grosso, mais especificamente de Cuiabá.

A assessoria de imprensa do TJMT informou ao LIVRE que não houve nenhuma decisão que transfere paciente para UTI do SUS de Mato Grosso do Sul.

O LIVRE também procurou o Ministério Público de Mato Grosso e a Defensoria Pública de Mato Grosso para confirmar se houve alguma petição apresentada junto ao Poder Judiciário solicitando a transferência de pacientes para MS, e nenhuma das instituições confirmou a existência de ação neste sentido.

A reportagem também entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Campo Grande (MS), não obteve respostas sobre a suposta decisão liminar.

Por fim, o LIVRE foi informado por interlocutor na Procuradoria-Geral do Município (PGM) de Cuiabá, que também não houve nenhuma citação da Prefeitura de Cuiabá a atender possível determinação judicial que obrigasse transferências de pacientes com covid para a capital de Mato-Grosso do Sul.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorComo se isolar de quem mora na mesma casa? Pacientes da covid contam experiências
Próximo artigoEm meio a discussão, mulher joga café fervendo em marido e ele precisa ir para hospital