Dona de gato cleptomaníaco cria perfil para devolver itens furtados

Gatuno de Fernando de Noronha tem comportamento impulsivo e alguns delitos são publicados em vídeo

O mundo animal parece ter sido tomado pela criminalidade (veja mais na galeria abaixo). Desta vez, trata-se de um gatinho de Fernando de Noronha que comete furtos pela vizinhança durante a noite. Como forma de amenizar os casos, a dona dele, Andresa Medeiros, criou um perfil no Instagram para ‘anunciar’ e tentar devolver os itens furtados.

“Me perdoem, vizinhos, mas eu realmente sofro da doença do roubo, sou cleptomaníaco, mas estou super disposto a devolver tudinho. Por favor, ajudem a minha mãe a achar os donos das peças que estão expostas no meu perfil”, diz a legenda de uma foto com regatas e uma cueca que o felino Back furtou.

Segundo Andresa conta no perfil, ele leva cerca de três peças de roupas por dia para casa. Além de peças íntimas, há meias, cangas, bermudas e camisetas, masculinas ou femininas, de adulto ou de criança.

Alguns dos delitos são registrados por câmeras de segurança e publicados na rede social. Em um deles, Back parece olhar para o equipamento, mas continua com a ação como se nada estivesse acontecendo.

Nas legendas, é como se ele estivesse falando, o que dá graça ao caso inusitado. “E hoje foi assim, estava muito tranquilo, roubei apenas um paninho vermelho. Observem, sempre que sou pego no flagra, saio de fininho e fingindo que não é comigo”, descreve uma delas.

Em algumas fotos, Andresa diz que deixa o gato dentro do quarto para evitar que ele cometa outros furtos, mas há noites que não tem jeito. Veja abaixo alguns registros de Back e outros casos de animais fofos, porém criminosos:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIdoso cai no golpe do depósito adiantado em Sinop
Próximo artigoHomens são presos captando clientes para advogado de Cuiabá sob a promessa de “limpar nome”

O LIVRE ADS