Domingo é dia de macarrão! Conheça a cozinha a céu aberto do Walmir

O cliente escolhe entre três tipos de massa, dois molhos e 16 ingredientes. E, segundo o chef, "o charme é a rua"

Um show de macarrão! (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Nunca, sequer uma vez, ele fez um único cartão de visita. Com cinco grupos de WhatsApp totalizando quase 1,8 mil clientes – fora o telefone que não para nunca –, ele passa a noite entre o atendimento do delivery, dos clientes nas mesas e no preparo das massas na cozinha a céu aberto. E a fama só se espalha.

Todo o aparato é instalado diariamente na calçada de uma das principais vias do bairro Três Barras, em Cuiabá, distante da “sede” pela rua.

Do lado do grande balcão móvel, cadeiras e mesas são distribuídas para acomodar a clientela ávida para resolver a vida sem ter que cozinhar, fazendo uma refeição gostosa e bastante em conta.

Estes são alguns dos atributos que fizeram do macarrão expresso de Walmir Gomes Honorato, uma das comidas de rua mais cultuadas de Cuiabá. E com impulso do seu carisma, se tornou bastante popular.

“A maior parte da clientela gosta de fazer a refeição aqui. Estamos no I-food, mas eu quase nunca consigo atender por lá. Tem gente que me puxa a orelha e fala para eu me conectar, mas é bem difícil. Das 18h às 23h40, que é quando funcionamos, tem gente chegando e saindo o tempo todo”.

É grande a rotatividade. As 60 cadeiras disponíveis são lugares disputados.

Macarrão que pagou um casamento

Walmir é morador do Três Barras, na Grande Morada da Serra, há 30 anos. “Desde que nasci”, ele ressalta. E o negócio que ampliou as opções, servindo também pratos com peixe, panquecas e bifão na chapa, começou com a mulher dele, Marizete Justina Silva, que ajudava a tia.

A meta era arrecadar recursos para que a tia conseguisse “casar” o filho.

“E por uns seis meses elas prepararam e serviram o macarrão para os vizinhos. E o casório saiu. Só que depois disso, eles decidiram parar”, relembra.

Mas como a vizinhança já havia se habituado com o sistema prático e em conta do macarrão expresso… “Todo fim de semana, alguém batia na minha porta: ‘quero macarrão’”, se diverte.

“E foi então que eu me vi desempregado, sem rumo. Fui até o rapaz e perguntei se eles iam continuar com o negócio, mas ele descartou essa possibilidade”.

Famoso na região

Walmir não esperava por tanto sucesso. “Comecei por necessidade mesmo e lá se vão cinco anos. Tem gente que brinca que, se a gente não ‘abrir as portas’, não come. Tem gente muito gabaritada, como uma vez veio o gerente do Restaurante Serra aqui, que elogiou nosso macarrão”, diz orgulhoso.

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O negócio impressiona pela variedade. O cliente pode escolher entre três tipos de macarrão – penne, talharim ou espaguete – e molhos branco e vermelho ou os dois juntos.

Para potencializar a experiência gastronômica, ao todo 14 itens estão à disposição, como frango, bacon, carne, presunto, calabresa, uva passa, abobrinha, alcaparras e cheiro verde.

O macarrão sai por R$ 10 (pequeno), R$ 13 (médio) e R$ 18 (o grande).

Segundo Walmir, depois do carro-chefe, a preferência da clientela é pelo peixe, que na porção pequena sai por R$ 9,00; média R$ 13,00 e grande, por R$ 17,00.

“Com duas ventrechas, vem creme de alho, limão, vinagrete, pirão e arroz. O povo gosta muito”.

Panqueca, ventrecha e bifão

E na sequência vêm a panqueca, nas versões com recheio de carne, por R$ 12; de frango e catupiry e presunto e queijo (ambos por R$ 15). As duas acompanhadas por arroz e salada.

Por fim, tem bifão também. Sai por R$ 10 e acompanha arroz, salada, e batata frita.

“Tem cliente que vem até de Chapada para comer aqui. Tem uma professora da UFMT que, toda vez que ela vem, ela manda mensagem avisando. Acho que, além de nossa comida ter um preparo especial, o charme é a rua”, avalia Walmir.

E não são só os de muito perto – da vizinhança do Três Barras – ou de outro município que passam por lá. O macarrão de Walmir é um sucesso nos bairros do entorno.

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O vigilante Evanildo Ferreira conta que sai do Altos da Serra para comer lá, desde que o negócio nasceu. “É muito mais prático e barato. Venho rapidão e sou tratado muito bem. O Walmir é muito atencioso com seus clientes”, declara.

Outra cliente que estava por ali “montando” o macarrão perfeito era a técnica de enfermagem, Ítala Ravena Araújo da Cruz, que chegava do Jardim Buritis.

Ela estava lá a convite da mãe, que já é cliente fiel. “É a primeira vez que venho aqui. Para mim, vai ser a salvação, porque me recuso a cozinhar hoje. E pela propaganda que a minha mãe faz, acho que vai ser interessante”.

O macarrão expresso trabalha no sistema de entregas também. Mas só na região da Grande Morada da Serra. A taxa é de R$ 4.

O estabelecimento fica na rua 13, no bairro Três Barras, bem pertinho da Creche Municipal Wilmon Ferreira De Souza. Abre todos os dias das 18h às 23h40. Mais informações: 99228-7894.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS