Documentário sobre Moisés Martins será lançado hoje no Cine Teatro

Documentário de 70 minutos conta fatos da vida do poeta e traz depoimentos de amigos

Nesta sexta-feira (20), às 20 horas, o poeta cuiabano Moisés Martins recebe homenagens no Cine Teatro Cuiabá. Sua vida e contribuição à cultura local são mote para o documentário “Inspiração e Poesia”, que tem direção de Rafael Martine e produção executiva de Paulo Roberto de Melo.

Trabalhando juntos, tiveram a árdua missão de organizar a superlativa produção do artista criador da poesia Pixé, muito conhecida na voz de Pescuma.

Cirurgião dentista de formação, Moisés foi o fundador e primeiro presidente do Conselho de Odontologia do Estado de Mato Grosso, membro da Academia Mato-Grossense de Letras, ex-vereador de Cuiabá, ex-secretário de cultura do município, músico e poeta.

O documentário de 70 minutos aborda os aspectos de suas inspirações nas produções culturais e de sua atuação política, além de revelar elementos de sua vida pessoal, especialmente narrada pelo próprio Moisés Martins e por sua família. Conta ainda com depoimentos de personalidades de grande relevância cultural, como Roberto França, J. Astrevo, João Eloy, Dr. Carrara e Pescuma.

Na opinião do diretor, Martine, trata-se de documento audiovisual, que retrata, passo a passo, traços singulares da personalidade do poeta e sua respectiva contribuição ao setor cultural mato-grossense. Indagado sobre quem é Moisés Martins, na sua concepção, o diretor disse que, para ele, é um dos maiores escritores e artistas brasileiros, capaz de traduzir, por meio das palavras, “toda a singularidade contida na essência da letra poética”.

O documentário patrocinado pelo sistema educacional Fato tem ainda, apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Cine Teatro Cuiabá.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMPF faz recomendação para facilitar licença ambiental de assentados
Próximo artigoAjuda do atual governo aos hospitais filantrópicos foi de R$ 22,5 milhões nos últimos três anos