Dobram as vendas de brinquedos sexuais durante a pandemia

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Com o passar dos anos, o tabu em relação aos brinquedos sexuais foi desaparecendo e muitas pessoas passaram a usá-los em casal para torná-los parte das relações, assim, mudar um pouco a rotina.

 

Esse panorama tem melhorado em tempos de pandemia, pois o distanciamento forçado devido aos constantes confinamentos leva os casais a quererem experimentar o prazer à distância por meio de objetos eróticos que lhes permitem ter o controle sobre o outro.

 

Embora seja claro que não são apenas os casais que compram brinquedos sexuais para se divertirem, aproveitando ligações, videochamadas ou qualquer contato que possam ter, mas os solteiros também são o público-alvo dessas compras.

 

As vendas da indústria do sexo continuam aumentando

 

Houve um grande aumento de pessoas que compraram esses objetos de prazer para se divertir em meio à pandemia, como dissemos antes, acompanhados ou sozinhos.

 

As pessoas que compram esses produtos não os vêem como apenas mais uma compra, mas como uma das aquisições mais úteis que podem fazer em suas vidas, pois é algo que muda a vida de quem os utiliza, ainda mais neste momento de solidão, crise e estresse por causa da pandemia Covid-19 que afetou milhões de pessoas em todo o mundo.

 

É que vibradores e consolos se tornaram a melhor companhia para muitos, além da variedade que existe no mercado permite que seus usuários escolham entre uma grande quantidade de tamanhos, formas e cores dos tão populares brinquedos eróticos.

 

Não é mais um tabu, vozes famosas promovem sex toys

 

Vale ressaltar que atualmente o tabu sobre o uso dessas ferramentas de prazer se perdeu e elas são realmente reconhecidas como objetos de bem-estar que são divulgados na internet por celebridades e influenciadores.

 

Entre o grande número de mulheres que promovem o uso deles, está a cantora britânica Lily Allen, que se tornou a imagem de uma marca de brinquedos sexuais femininos.

 

Além disso, a atriz Emma Watson também está entre as mais recentes menções sobre o assunto, e a atriz de Hollywood Gwyneth Paltrow, que lançou um brinquedo sexual para evitar o tédio.

 

São apenas três das celebridades que já promoveram o uso de brinquedos sexuais (vibradores) para esse fim, mas há muitas vozes que se unem a ela.

 

É necessário esclarecer que as redes sociais desempenham um papel fundamental nas escolhas dos atuais compradores, que consomem diariamente todo o tipo de conteúdos e aí se deparam com recomendações de produtos curiosos.

 

Através das redes sociais foi divulgado um dispositivo que pode ser controlado a partir de um telemóvel, para que a pessoa que o utiliza ou o seu parceiro sexual possa controlar a intensidade do movimento sem que ninguém exterior perceba que o está usando e assim pode ser ligado a qualquer momento gerando sensações em locais comuns e inesperados como um supermercado ou, porque não, um jantar em família.

 

E há uma grande variedade desses objetos, os anéis vibratórios e os dildos clássicos que agora vêm com formas hiper realistas e com a opção de aderir a qualquer superfície para que o usuário possa vivenciar um momento de intenso prazer. Vale lembrar que podem ser usados ​​por ambos os sexos, o que se torna uma excelente forma de venda, já que o mercado não é mais dirigido apenas por mulheres, mas também por homens.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConheça os 4 melhores motivos para abrir sua loja online
Próximo artigoTendências da moda outono-inverno 2021