Discussão entre mulheres acaba em briga de facções e homem em estado grave

A briga teve início por ciúmes, mas acabou com pedradas e lesões graves entre facções rivais

Uma discussão entre duas mulheres na madrugada dessa segunda-feira (29), motivada por ciúme, acabou em uma briga violenta entre facções rivais no Bairro Cohab Canelas, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), com direito a pedradas e uma vítima encaminhada ao Pronto-Socorro da cidade em estado grave.

O caso teve início, conforme o boletim de ocorrência, em uma lanchonete, quando duas mulheres começaram a discutir por questões de ciúme e um homem de 31 anos tentou intervir para acalmá-las. Ele acabou agredido com um copo de vidro por uma pessoa desconhecida.

Logo depois da agressão, várias pessoas que estavam na lanchonete, inclusive o homem que teve o copo quebrado em seu corpo, foram em direção à Rua Sete do Bairro Nova Fronteira, também em Várzea Grande.

Foi quando, segundo o boletim de ocorrência, cinco pessoas que diziam pertencer a uma facção criminosa seguiram o homem que já havia sido agredido e alguns colegas dele e, alegando que os primeiros eram de uma facção rival, invadiram a casa deles.

Dentro da residência, as vítimas foram agredidas com pedradas e outros objetos, deixando várias pessoas machucadas, sendo uma delas, o que já havia levado a “copada”, com lesões graves por todo o corpo.

A Polícia Militar foi acionada e chegou, a princípio, ao bar onde tudo começou. A equipe foi informada sobre a direção que os envolvidos na confusão haviam seguido e logo se deparou com um grupo de pessoas gritando por socorro.

Os policiais foram até o grupo e encontraram um homem caído no chão, com cortes profundos no rosto e na cabeça. O grupo contou tudo que havia acontecido e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer o homem, que foi encaminhado ao Pronto Socorro de Várzea Grande, onde ficou sob cuidados médicos.

Havia outras pessoas no local que também estavam feridas por terem sido agredidas, mas somente o homem com ferimentos profundos foi socorrido e uma mulher aceitou se identificar; os demais se recusaram a dizer seus nomes, a identificar os suspeitos e também a receber atendimento médico, por medo de sofrer represálias.

A Polícia Militar fez rondas pelo bairro em busca dos agressores, mas ninguém foi encontrado. O caso foi registrado na Central de Flagrantes de Várzea Grande como tentativa de homicídio doloso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConfira sete shows nacionais confirmados para Cuiabá e programe-se!
Próximo artigoSargento hospitalizado após incêndio em supermercado recebe alta médica