Direito dos autistas: Lei de Cuiabá regulamenta prioridade em filas e uso de vagas em estacionamentos

Direitos que já eram previstos por Lei Federal ganham mais visibilidade a partir de lei municipal

A presidente da Associação Amigos do Autista de Cuiabá (AMA), Kelly Cristina do Nascimento esteve presente à sessão

Prioridade em vagas de estacionamento e filas de estabelecimentos públicos e privados estão por lei, garantidas a autistas e seus acompanhantes. Na última sessão do ano da Câmara Municipal, realizada no dia 27 de dezembro, os vereadores aprovaram o projeto de Juca do Guaraná Filho, do Avante.

Logo depois da sanção do prefeito, às placas de sinalização de estabelecimentos e de avisos de prioridade dos estabelecimentos vão ganhar o símbolo que representa o transtorno do espectro autista, o laço ilustrado com um quebra-cabeças colorido.

Ao elaborar o texto, o vereador quis facilitar a locomoção e garantir melhor acesso, seja a lazer, seja para tratamento. Segundo Juca, mesmo que por Lei Federal, eles já tinham o direito ao benefício, muitos estabelecimentos não sinalizam e por vezes, nem mesmo familiares e acompanhantes das pessoas com autismo sabem que têm essa garantia. A intenção é regulamentá-la em Cuiabá e mais do que nunca, divulgá-la.

Consolidação de lei federal

“Sabemos da dificuldade de identificar e diagnosticar uma pessoa com Espectro Autista, pois, aparentemente, não apresentam o transtorno. Nesse sentido, obtivemos relatos de familiares sobre o quanto é difícil entrar em filas de prioridades e o quanto são recriminados ao tentarem as preferências”, informou o parlamentar.

A presidente da Associação Amigos do Autista de Cuiabá (AMA), Kelly Cristina do Nascimento, acompanhou a votação e comemorou a decisão dos vereadores. “É mais uma vitória, em especial para os autistas e familiares, a ação da acessibilidade e reforça um direito nosso. A divulgação é importante para todos se conscientizarem”.

Como diz trecho da lei, “para a obtenção do atendimento prioritário, deverá ser apresentado documento comprobatório de portador do Transtorno Espectro Autista. Com a aprovação da lei o Poder Executivo Municipal regulamentará esta norma, a fim de facilitar a orientação, a fiscalização e o cumprimento de seus dispositivos”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorZac Efron desmente rumores sobre sua morte; Entenda
Próximo artigoNada a temer