“Digital influencer é uma profissão, mas muita gente não entende como funciona”

Para empreendedora em redes sociais, influenciar tem relação com a credibilidade e reputação é algo que se deve zelar

Cada movimento é um flash na vida de Lídia Paiva. Ela é digital influencer e foca o seu trabalho nos temas estilo de vida e viagens.

São fotos e mais fotos, lembrando que aparecer no Instagram dela (@lidiapaivaoficial) significa ser visto pelos mais de 19 mil seguidores que acompanham o trabalho da musa.

Mas, afinal de contas, como é o trabalho de uma digital influencer?

1- Já te perguntaram se digital influencer é uma profissão e o que você respondeu?

Já perguntaram sim. Afinal, digital influencer é algo recente e é sim uma profissão. Porém, muita gente ainda não entende bem como funciona.

Eu sempre respondo que estar ali nas mídias sociais foi um hobby que descobri ao participar do Miss Primavera do Leste Be Emotion em 2016. Após o concurso, a atividade se tornou em algo muito mais sério.

Tomou proporções que eu nem imaginava. Quem tem a oportunidade de acompanhar 1 dia de Influencer começa a entender que é muito mais além do que uma foto bonitinha no feed.

Você precisa criar conteúdo, entender realmente do que você está falando e vai passar para o seu público, estar antenada a notícias e se policiar ao máximo com informações compartilhadas.

Também é preciso ter atenção com a qualidade dos produtos e das marcas que posta. Sempre divulgo o que eu uso e recomendo.

Jamais compartilharia algo só por dinheiro, até porque eu tenho uma credibilidade a zelar.

2 – A sua vida é como a de Vivi Guedes, da novela “A dona do pedaço”? Como é sua rotina?

Não, (risos). Ainda estou longe de ter toda essa tal fama da Vivi, porém eu quero esclarecer que a vida de uma digital influencer não é só tirar fotos e ir à academia.

Minha rotina é bem variada. Eu duvido o meu tempo entre Primavera do Leste e Cuiabá. Tenho vários compromissos com empresas parceiras.

3 – Toda digital influencer precisa ser bonita?

Acredito que não é necessário. Para mim, o que é bonito na verdade é ser autêntico, e não existe um padrão de beleza a ser seguido. Cada pessoa é única. É você olhar no espelho e estar feliz com o que você é de fato.

4- Qual é a diferença entre modelo e digital influencer?

A modelo é como se fosse uma personagem mais ou menos definida por algum diretor de cena, fotógrafo, pintor, escultor ou estilistas.

A digital influencer é formadora de opinião, influenciando pessoas com suas tendências, mostrando seu life style. Podemos dizer que a influencer retrata o real, a vida como ela é.

5- Você já fez propaganda de um produto que você não usa?

Produtos que eu não uso? Não! Mas que eu usei e não usaria mais, quem nunca né? (risos). Até porque é com erro como esse que a gente aprende. Hoje procuro mostrar e falar sempre do que eu realmente uso e consumo e dar feedbacks.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Penso que deveria haver uma fiscalização para algumas dicas realizadas por digitais influencer.

    Alguns indicam remédios ou outros produtos sem ao menos aconselhar visitar um médico.

    Não estou falando da moça, mas há vi dezenas de ‘influenciadores’ fazendo propaganda de remédios ‘naturais’, mas que podem trazer prejuízos à saúde.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCom previsão de chuva só para outubro, município de Mato Grosso vai racionar água
Próximo artigoPeritos americanos chegam a Mato Grosso para investigar incêndios na Chapada e Xingu

O LIVRE ADS