“Dificuldade para voltar”: deputados de MT vão antecipar sessão para prolongar feriado

Na próxima semana, deputados devem comparecer na Assembleia Legislativa apenas até terça-feira

Presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM) (Foto: JL Siqueira / ALMT)

Os corredores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) poderão estar mais vazios na semana que vem. É que, com o feriado estadual do Dia da Consciência Negra (20 de novembro) na quarta-feira, os deputados vão antecipar uma sessão e prolongar o descanso.

A convocação para a sessão extraordinária foi feita pelo presidente da Mesa Diretora, deputado Eduardo Botelho (DEM). A sessão extra foi marcada para às 8h de terça-feira (19).

“É para evitar problema de quórum na sessão de quinta. Porque muitos deputados são do interior e acaba que tem dificuldade para voltar. Então, estamos antecipando a sessão de quinta, fazendo ela na terça de manhã”, explicou à imprensa.

LEIA TAMBÉM

Segundo o deputado, a medida atendeu a um pedido do Colégio de Líderes.

Na reunião os deputados debateram, inclusive, a possibilidade de não haver recesso nos trabalhos de fim de ano.

A pausa vai depender da votação de matérias como o projeto “Cota Zero” e a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA). Também há a expectativa de votação da reforma da Previdência estadual.

Conforme Botelho, caso a ALMT não entre em recesso, os deputados não devem receber por “horas a mais”. Nesse caso, as atividades seriam paralisadas exclusivamente nas semanas festivas. Os trabalhos retornariam no início de janeiro, assim como aconteceu no início de 2019.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS