Dia das Mães sem mãe: as famílias que a quarentena separou

Filhos querem garantir a segurança dos pais durante a pandemia

Recordação de um domingo em família: os filhos Valdemir, Sirlei e Noemi, ao lado dos pais Waldir e Almerinda

O tradicional almoço em família deste domingo (10) para celebrar o Dia das Mães não irá acontecer em muitas famílias ao redor do mundo. Motivo? Coronavírus, pandemia, isolamento social e o principal fator: proteger os mais velhos que fazem parte do grupo de risco.

Demonstrações de afeto, hoje, só pelo telefone. Estar afastado das mães se tornou uma prova de amor.

Dona Almerinda Frizon, de 75 anos, por exemplo, mora no município de Querência (717,2 km de Cuiabá) e não vai poder receber o carinho (físico) dos quatro filhos neste domingo.

“Achamos por bem adiar o encontro em família e esperar a pandemia passar”, contou Valdemir Antônio Frizon, sargento da Polícia Militar no município de General Carneiro (446,6 km de Cuiabá) e um dos filhos de Dona Almerinda.

A grande alegria de Dona Almerinda é ter a família por perto. Na foto, ela está com o filho Valdemir e a neta Letícia

Assim como Valdemir, os outros irmãos, que moram Rio Grande do Sul e Santa Catarina, também terão que esperar para dar um abraço apertado na matriarca. As passagens para Querência foram canceladas e o desejo dos filhos é que a mãe, que sofre de hipertensão, não pegue o coronavírus.

“Nosso presente para ela neste Dia das Mães será apenas fazer uma ligação. Ficar longe neste momento é nossa prova de amor. Prefiro saber que ela está lá bem a perdê-la pra sempre”, desabafou Valdemir, que está há mais de três meses sem encontrar a mãe.

“Não nego que estamos sentindo falta de estar perto, comer o peixe e a lasanha que só nossa mãe sabe preparar”, acrescenta o filho.

Ele ainda finaliza com uma mensagem para as pessoas, que assim como ele, estão longe de suas mães.

“Cuidem dos mais velhos, e tenham consciência que o isolamento hoje, pode ser o melhor presente para suas mães”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFacebook quer saber se seus usuários já tiveram a covid-19; nós respondemos
Próximo artigoPerfil no Instagram “dedura” moradores que furam quarentena em Cuiabá

O LIVRE ADS