Dia das Mães: cuiabanos pretendem gastar até R$ 220 e pagar presentes no dinheiro

Só 35% dos filhos estão se programando para gastar mais do que gastaram no ano passado

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A maioria dos cuiabanos já decidiu: vai presentear suas mães no dia 12 de maio e o valor médio do presente será de R$ 220, pagos em dinheiro. Os dados são de um levantamento do Núcleo de Pesquisas Econômicas e Socioambientais da Faculdade de Economia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), feito em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da Capital.

De acordo com o levantamento, 66% das pessoas entrevistadas têm interesse em comprar presentes no Dia das Mães. Entre os 29% que não vão fazer isso, os principais motivos são o fato de a mãe já ter falecido (para 30% deles) ou morar longe (26%).

O pagamento do presente deve ser em dinheiro em 58% dos casos. O cartão de débito será a escolha de 19% dos consumidores e outros 14% devem optar pelo cartão de crédito. Apesar disso, só 35% dos filhos estão se programando para gastar mais do que gastaram no ano passado. Mais da metade deles, 52%, decidiu economizar.

O presente

Os pesquisadores da UFMT também perguntaram como será feita a escolha do presente. A resposta de 58% dos entrevistados foi que a decisão vai levar em conta o que as mães gostariam de ganhar. Roupas são a opção de 28% dos filhos. Em seguida, aparecem perfumes e cosméticos (27%) e calçados, bolsas e acessórios (17%).

Acontece que os pesquisadores também falaram com as mães e a preferência da maioria é por perfumes e cosméticos (10%). As roupas aparecem em segundo lugar, com 9% de preferência, empatadas com calçados, bolsas e acessórios e um item que os filhos não consideraram: pacotes de viagem.

A pesquisa também mostrou, entretanto, que a maioria das mães ainda não sabe o que quer ganhar. Elas somam 26% das entrevistadas. E presentes bem diferentes dos que foram citados pelos filhos somam 42% das respostas das mães ouvidas pela UFMT.

Comemoração

Quase metade dos filhos, 49% deles, deve comprar o presente em Shoppings Centers. As lojas do centro de Cuiabá são a opção para outros 30%, enquanto 11% vai procurar algum comércio perto de casa.

O estudo da UFMT revelou ainda que os lojistas devem estar preparados, porque 69% dos filhos só vai às compras na semana do Dia das Mães.

E se os comerciantes têm a comemorar, os donos de estabelecimentos onde a festa poderia acontecer, nem tanto. Segundo o levantamento, 56% dos entrevistados vai passar o Dia das Mães em casa.

A pesquisa

O Núcleo de Pesquisas Econômicas e Socioambientais da Faculdade de Economia da UFMT ouviu 465 pessoas em Cuiabá, entre os dias 20 de março e 2 de abril.

A pesquisa abrangeu residentes das quatro regiões da Capital, sendo 27,3% da região Leste, 21,3% da Norte, 20,6% da Oeste e 30,8% da região Sul. Das pessoas entrevistadas, 54,6% são mulheres e 45,4% eram homens.

A amostra tem intervalo de confiança de 95% e erro amostral de 4,54%.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInstitutos de advogados vão ao STF contra inquérito de Toffoli
Próximo artigoHotel no Pantanal é boa opção para feriado de Sexta-feira Santa e Páscoa