Detran orienta para obrigatoriedade de comunicar a venda de veículos

O procedimento é uma exigência do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que resguarda o vendedor da responsabilidade por novas ocorrências, como acidentes e infrações de trânsito

(Foto: Detran-MT)

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) orienta a população para o cumprimento do prazo de comunicação de venda de veículos, que é de até 60 dias. O procedimento, que é obrigatório pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), também resguarda o vendedor da responsabilidade por novas ocorrências, como acidentes e infrações de trânsito.

“É importante que seja feita a comunicação de venda no prazo mais curto possível, pois é uma forma de o vendedor se proteger do recebimento de pontuações de eventuais infrações cometidas pelo comprador e também de débitos gerados a partir da venda do veículo”, destaca o diretor de Veículos do Detran, Augusto Cordeiro.

Anteriormente, o prazo para a comunicação era de até 30 dias, mas, com a Lei Federal nº 14.071/2020, que entrou em vigor em abril de 2021, esse tempo se estendeu para até 60 dias.

Como fazer

Se quem está vendendo o veículo possuir os documentos de registro e a autorização para transferência de propriedade em papel moeda (popularmente conhecido como CRV), tanto o proprietário como o comprador deverão preencher o verso do documento com os dados do comprador, reconhecer firma em cartório e, por fim, o vendedor deve fazer a comunicação de venda.

Já os proprietários de veículos adquiridos e emplacados a partir do dia 4 de janeiro de 2021 e que pretendem vender o seu veículo podem fazer a intenção de venda de forma online, por meio do aplicativo MT Cidadão, ou de forma presencial com agendamento prévio do atendimento no site do Detran (www.detran.mt.gov.br).

Se for realizar o serviço online, é só baixar o aplicativo MT Cidadão no celular, acessar o menu “Veículos”, selecionar o veículo que será vendido, depois entrar em “Solicitações”, preencher os campos solicitados e imprimir o documento em papel comum.

A Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo (ATPV), que antes vinha em branco, no verso do documento, desde o dia 4 de janeiro de 2021 também é expedida somente quando o proprietário for vender o veículo. Ou seja, não está mais disponível no verso do CRV como era até então.

Com o papel preenchido, o vendedor e comprador devem reconhecer firma da intenção de venda em cartório para posterior comunicação de venda. A comunicação de venda pode ser feita em algum dos cartórios associados (CONFIRA A LISTA) ou em unidades do Detran, com agendamento prévio do atendimento através do site do órgão (www.detran.mt.gov.br).

Transferência de propriedade

A transferência de propriedade é um procedimento obrigatório para o novo dono do veículo conseguir emitir o Licenciamento anual e evitar possíveis transtornos. Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a transferência deve ser realizada dentro de 30 dias após a compra do veículo.

A abertura do processo para transferência de propriedade pode ser iniciada de forma online, pelo site do Detran-MT, clicando no menu “Serviços Digitais”, ou pelo aplicativo MT Cidadão, sendo necessário o deslocamento apenas para realização da vistoria veicular.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresária admite que mandou matar Toni Flor e alega que era vítima de violência doméstica
Próximo artigoSuspensão de contrato