Detran começa a cancelar CNH de condutores que compraram habilitação

Delegado informou que ainda não se sabe ao certo quantas pessoas foram beneficiadas

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Alguns condutores que se beneficiaram com um esquema ilegal de compra de habilitação no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) já começaram a ter as CNHs canceladas. A informação é do delegado Sylvio do Vale Ferreira Junior, que conduz a operação Mão Dupla, deflagrada pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), nesta quarta-feira (5).

Segundo o delegado, as primeiras CNHs que já estão suspensas foram identificadas pelo próprio órgão estadual, por meio de auditorias e fiscalização. Com isso, os proprietários dos documentos foram notificados e receberam prazo para devolver a habilitação.

“Algumas carteiras o Detran já cancelou, que foi o próprio Detran que identificou. Essas pessoas compareceram ao Detran e, inclusive, entregaram a carteira”, explicou.

Sobre o esquema de compra e venda de habilitação, o delegado observou que as investigações estão em andamento desde o ano passado, quando a Polícia Civil foi comunicada por meio da coordenadoria de fiscalização do Detran. Um inquérito foi aberto e novas denúncias foram recebidas.

Com base nas informações, a polícia conseguiu identificar um grupo que atuava com a venda ilícita de habilitações. A estimativa é de que o esquema já acontecia há cerca de 10 anos.

Conforme o delegado, as investigações apontam que o esquema é coordenado por um examinador do Detran, que era responsável pelas escalas das provas práticas. Agora a operação quer identificar quem foram as demais pessoas beneficiadas pelo esquema criminoso.

Até o momento, a polícia não conseguiu apurar quanto o grupo lucrou com o esquema de 10 anos.

A operação

A operação “Mão Dupla” (alusiva aos dois sentidos de uma via) cumpre 60 ordens judiciais, sendo 25 mandados de prisão preventiva e 35 buscas e apreensões nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, São Félix do Araguaia, Chapada dos Guimarães, Campo Verde, Tangará da Serra, Juína e Rondonópolis. Os mandados foram expedidos pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

Do total, 20 servidores do Detran (Cuiabá e Tangará da Serra) e 15 particulares em colaboração, que são instrutores e donos de autoescola, com atuação conjunta de servidores, montaram um “verdadeiro balcão de negócios” dentro do órgão para o comércio de CNH’s.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia apreende 20 Kg de explosivos, prende dois homens e frustra plano de fuga em presídio
Próximo artigoEmanuel Pinheiro anuncia Possas de Carvalho na Saúde e reafirma inauguração de PS neste mês