Detentos de MT atuarão no combate às queimadas

Eles iniciam os trabalhos nesta sexta-feira (14), em Poconé

(Foto: Mayke Toscano/Secom-MT)

Presos da cadeia pública de Várzea Grande começarão a atuar no combate aos incêndios urbanos no município de Poconé nesta sexta-feira (14). Eles passaram por um treinamento e serão monitorados pelos agentes penitenciários e ainda por tornozeleiras eletrônicas.

A cada três dias de trabalho, cada reeducando terá a remissão de um dia de pena.

Vale lembrar que a cidade, que é a porta de entrada para o Pantanal Mato-grossense, tenta combater as queimadas há um mês, já teve o estado de emergência reconhecido pelo governo Federal e está em busca de mão de obra.

O trabalho dos detentos como brigadistas é uma novidade em Mato Grosso e foi concretizado por meio de uma iniciativa da juíza de Poconé. Ela conseguiu firmar uma parceria entre a Vara de Execuções Penais e a Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Devido à situação crítica do Estado, por conta das queimadas, estuda-se ampliar a ação para outros municípios que contem com unidades prisionais e tenham reeducandos em condições de atuar.

Antes de integrarem os grupos de brigadistas, eles passam por avaliações psicossocial.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSKY Play: O que é e como assistir filmes e séries da SKY no celular?
Próximo artigoProibição de queimadas não resolve problema, afirmam deputados